Um sentimento calado

13:32

Olá meus amores, tudo bom com vocês? Espero que sim. Hoje vou tentar escrever um romance , sempre tive vontade , mas nunca tentei. Vai falar sobre uma forma de amor diferente, duvido que ninguém um dia amou assim. Está enorme , eu sei, mas se você não leu, não comente ! Estamos combinados ?  Sem mais delongas, espero que gostem  :*

''Foi como um raio de sol  pela manhã depois de uma tempestade noturna'' _ inesperavelmente ele chegou em sua vida . Quem imaginara que hoje ela iria pensar tanto nele. Sophia acreditava que nunca poderia sentir algo assim por alguém, um sentimento inexplicado. Ele apareceu na época errada , na hora errada , mas cada dia que se passava, Sophia tinha certeza que ele não era qualquer um . Ele tinha algo que despertava o interesse dela. Ela sentia por ele um sentimento diferente de tudo que ela já viveu. Ela ficava horas analisando seu olhar, seu jeito de andar, suas manias, seu sorriso. Gostava de passar horas a conversar com ele, e cada momento junto era prazeroso. Mas Sophia não estava gostando do que estava sentindo. Por que cada vez mas que se convivia, ela esquecia os defeitos dele.Não podia negar, os defeitos dele poderiam fazer com que todo aquele sonho acabasse de uma hora pra outra. Ela sabia que ele não era o príncipe encantado que toda menina sonha. Mas quem se importa com príncipe a essa hora? Esse sentimento estava tornando-a cada dia mais cega . Esse sentimento as vezes a fazia triste , mas outras vezes a fazia feliz. Não sabia se era paixão, mas também não era só amizade. O que era então? Sophia não sabia.  Ele evitava de falar de outras meninas na frente dela , e ela também não falava de ninguém. Quando ambos se aproximavam de outras pessoas, se pediam desculpa. E sim, ela sabia que se importava com a distância dele, com o estado de espirito e humor. Ele também . Mas em contradição, a aproximação demasiada dele também a incomodava . Que sentimento é esse que me faz escrava mas ao mesmo tempo me liberta da solidão? - dizia Sophia para si mesma. Nessa longa jornada ao lado dele , Sophia vivia confusa sobre seus sentimentos . Então ela em pensamentos quer investir nesse sentimento, idealiza, sonha . Mas parece que ele faz de tudo para mostrá-la que esta delirando. Ela desiste de tudo . Quase na mesma hora, ele muda , e mostra ser tudo que um dia ela almejara, mostra querer o mesmo que ela. Sophia fugia desse sentimento calado . Eles não falavam sobre isso com ninguém, nem entre eles mesmos. Eles sabiam que entre aquela mistura de sentimentos , existia algo a mais. Mas insistiam em negar um para o outro. Era como se em sonhos eles se comunicassem. Parecia que eles namoravam em pensamentos. Quando se viam, ambos pensavam a mesma coisa, e sentiam a mesma coisa  , e tinham vontade de fazer a mesma coisa também . Sentiam mesma felicidade ao se ver, a mesma ânsia do estar junto. Mas para todos , aquilo não passava de uma mera amizade e eles tentaram aceitar isso para si mesmos por árduos anos ... até que ele foi embora, e se despediu dela com um longo abraço. Durante aquele abraço Sophia sentia como se uma parte do seu coração estava saindo, e foi aí que tudo se encaixou e ela entendeu. Agora, ao se ver sem ele, ela chora e pensa: Será que isso é amor? Que forma mas estranha de amar!

 ''E foi assim que Sophia iria se recordar da vez em que amou e não chegou a falar. E era assim que Sophia se lembrava da vez que sentiu um sentimento diferente, difícil de explicar...''

You Might Also Like

27 Comente!

  1. Como já dissera Blaise Pascal, "o coração tem razões que a própria razão desconhece!", e assim sentia Sophia... Bela história!

    Beijos, Jéssica.
    www.euqueroapalavra.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Muito bom o texto!
    (conheço gente que se sentia assim, e que deixou a chance de viver um romance real ir embora.)

    ResponderExcluir
  3. Flor adorei o texto!
    Muita gente passando por isso.
    Belíssima história. Bjooos

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde...Eu sinceramente muito gostei desta sua história...Passei por isso.Tambem amo escrever e recentemente abri meu blog...Gostaria de convida-la para ser membro de meu blog...será muito bom ter alguem que tambem tem o dom de escrever...
    Beijos e abraços...Kate Anne

    ResponderExcluir
  5. Oláá,
    foi o primeiro romance?
    Gostei, boas ideias em palavras!
    Aliás seu blog todo é bem harmonioso, bom de ler!
    Favoritado.
    Beijos


    Atualizei te espero por lá,
    http://leiturasaborcafe.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, obrigado pelo elogio ! Volte sempre que quiser!

      Excluir
  6. Historia linda Sabrina... vc com essa ideia de escrever um romance acabou me fazendo querer escrever também... Imagina só, uma formiga escrevendo romance kkk só se for sobre o amor do Fu pela Miga. Bem, piadas infames à parte, qque tal escrevermos juntos alguma coisa???

    Abraços do Cabeça de Formiga (Hoje da Lan, por isso sem foto)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concerteza, adooooro essa formiga ! A formiga mais querida da web S2

      Excluir
  7. Olá! Obrigada pela visita no meu blogue! Adorei o romance, eu li tudinho e nem ficou grande, tanto é que queria mais! :)
    Está mesmo muito bom, parabéns!
    Eu já me senti assim, a algum tempo atrás uma pessoa foi como um raio de sol na minha vida, mas agora que ele se foi é tudo escuridão...
    Fica bem, a tua visita para mim é que é e sempre será uma honra!
    bjus!

    ResponderExcluir
  8. Nossa, me vi nessa estória. Em partes, é claro. rs

    Mas... já passou!

    Adorei muito. Você escreve muito bem, menina. rs

    Beijos!

    http://anandamno.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Adorei o romance...parabéns o blog ta cada vez melhor...'

    ResponderExcluir
  10. Esquecer dos defeitos dele... o amor é um sentimento traiçoeiro, nos deixa ver só o que queremos!
    Tenho esse gravíssimo defeito! A paixão mexe muito comigo, e acho que com qualquer um, mas de formas diferentes...
    As histórias de Sophia me encantam e não duvido que futuramente tornem-se um livro... um grande romance best seller! Imagina só?!

    Li tudinho e quero mais! Estou aos poucos lendo as outras histórias dessa moça encantadora que é a Sophia!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh , sua liinda! Rs Apesar de achar que exageras, fico lisonjeada com seus elogios ! Muito obrigado pela visita e por me fazer acreditar que as coisas que escrevo aqui , na essencia, agradam a maioria. Beijos !

      Excluir
  11. Olá :)
    Lindo texto *--*
    Você escreve muito bem :)
    Adorei o teu blog e estou seguindo com muito prazer :)

    Beijos e excelente final de semana
    ___________________________
    RIMAS DO PRETO

    ResponderExcluir
  12. Eu nem achei o texto longo, talvez porque os meus sejam exageradamente extensos. ahah.
    Tal como a Paula, ainda acredito que Sophia e suas histórias sairão um bom livro...
    Quanto a este seu primeiro romance, está muito bem, embora não haja realmente se concretizado o romance e isto, na vida real, é tão perigoso. Por vezes, com medo de nos arriscarmos, acabamos por perder tanta coisa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AH Chris , você acha que eu levo jeito pra escritora ? rs

      Excluir
  13. Adorei o texto muito lindo e você está de parabéns escreve muito bem =)...

    Bjuus ;*
    http://mundo-da-isabella.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. gostei do texto...

    http://dezapaixao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Olá Sabrina!

    A honra é minha de estar aqui em seu incrível blog!

    Gostei de seu breve romance, as relações humanas são realmente complexas tal como é retratada por você.

    Continue assim e até a próxima...

    Beijos

    Anselmo

    ResponderExcluir
  16. Olá Sabrina, quanto tempo! rsrs

    Gostei de ver, muito bom!
    mas, na minha opinião o que ficou faltando foi diálogo.
    Estou um pouco sumido do blog, ando sem tempo pra nadaaaa!
    mas o meu novo conto está quase terminado, nos próximos dias já vou postar. Passa lá pra conferir!


    beijos


    http://errosxacertos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Nossa Sabrina, vc escreve com o coração!
    Ficou lindo o texto e bem profundo também!

    Olha se vc quiser parceria tá, eu to dentro!
    Beijos Fofa.
    http://jeitomeninadeser.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Ai ai...já passei por isso e quando chegou na parte do abraço pensei "Peraí, a Sabrina tá me descrevendo!" hahaha

    Ótimo texto, como sempre ♥

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>