(des) Encontros

18:17


Eles acontecem, sempre.  Encontros e desencontros. E é nesta ordem que tudo na nossa vida também acontece e se decorre .O destino nos reserva inúmeras surpresas durante a vida. E parece ser tão normal esquecer a importância de algumas ''certas coisas'', que por consequência, esquecemos o sentido do ''encontrar'' e do ''desencontrar''. As pessoas mal sabem o quanto esses fatos nos são valiosos. Por muitas vezes nos fazem feliz, outras vezes triste. Mas eles sempre fazem alguma a diferença, de alguma forma. 

O que seria da vida sem o encontro? Como aprenderíamos a ser ? Como escreveríamos a nossa história sem os personagens e sem o roteiro ? Como poderíamos saber nossa potencialidades e dificuldades ? É no encontro com o outro que todos nós aprendemos a ver quem realmente somos. É no encontro aprendemos a nos conhecer, e a conhecer o outro também.A
 cada encontro que há, há uma nova história, um novo olhar, uma nova perspectiva.Logo, duas pessoas não se conhecem por mera coincidência. Há uma troca. De coisas boas _ que servem como estrutura. E de coisas ruins _ que servem como aprendizado.

E o desencontro? Nos ensina muito também. Acontece  antes,após e durante um encontro da vida . Imagina, quando descobrimos que algo ou alguém que não nos faz bem, a melhor saída é o desencontro imediato - que se encaixa perfeitamente a situação. É uma válvula de escape. Caso contrário, quando a vida nos afasta de pessoas que amamos é como se fosse um martírio. O pior é quando que por covardia, nós fugimos de encontros, assim ocasionando desencontros premeditados, e que por muitas vezes, nunca foram desejados. Pois mas que seja difícil, sempre temos algo a aprender. 

As vezes penso no porque da vida ter me apresentado algumas pessoas e me afastado de outras. Nesta hora tudo é tão confuso e tão claro ao mesmo tempo . Parece que tudo foi meramente calculado, e depois embaralhado. Penso no tal dia, nos momentos, nos minutos e nos segundos em que as coisas se fundamentaram. Tudo acontece como num roteiro de filme. Ele relata todo o destino.  E sinto que as vezes ele parece ser tão justo, por outras , tão injusto. Aí vejo que é no desencontro que vejo novas oportunidades de me encontrar. E nesse encontro que vejo que tenho a necessidade de me ''desencontrar'' de algumas coisas. 

Mas a vida segue assim: A cada encontro e desencontro , uma oportunidade, um novo amanhecer. E certamente , sempre somos nos que mudamos o rumo da história, e que consequentemente , decidimos o final da mesma , não é mesmo? Pois é . Mas quem disse que sempre há um final?  As vezes um encontro de olhares por um só minuto podem mudar todo o rumo da história - e por isso também não deixa de ser um desencontro. 


'' Disse um poeta um dia que a vida é a arte dos encontros, embora haja tantos desencontros pela vida.Eu me encontrei em teus desencontros e te encontrei em meus desencontros. Mas nada é por acaso nada é sem razão e no tempo certo, na hora certa fomos libertados das cadeias da solidão. Hoje somos livres, libertos pelo amor que nos um une desde o sempre até o fim ... ''

(Vinícius de Moraes)


You Might Also Like

14 Comente!

  1. Ótimo post, Sabrina. Realmente os encontros e desencontros da nossa vida nos ajudam a seguir em frente e evoluir cada vez mais.
    Muita saúde e sucesso para você, que Deus lhe abençoe!!!

    Mil Sweetkisses ♥.♥
    http://www.docesonhodemenina.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Sabrina,

    Eu acredito que tão importante quanto saber encontrar é saber desenconcrar. Tem gente que não gosta muito de despedidas, eu também não, mas quando necessárias eu gosto de fazê-las de forma memorável. =]

    Um Beijo!

    End Fernandes

    ...

    ResponderExcluir
  3. Tudo não vida é feito para um aprendizado, encontramos alguém talvez não por acaso e sim por que estavamos destinados a nos encontrar, e os desencontro a mesma coisa, algo não era para acontecer. Mas ficamos pensando o por que de tudo isso, é ai que a vida segue não?

    Bjs

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Sabrina, adorei seu post e posso falar com propriedade, uma vez que a questão dos encontros e desencontros embaralharam bastante a minha vida. Concordo que só o desencontro poderá proporcionar um novo encontro, e que esse sistema deve acontecer para que aprendamos algo, e ensinemos também. Às vezes vamos entender lá na frente algo que aconteceu há muito tempo, ou não entendermos nunca porque não há explicação, só deve haver aceitação. Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. Oi Sabrina
    Eu acredito que a vida é feita mais de encontros do que desencontros, eu por exemplo vivo encontrando pessoas, que se tornam importantes para mim, como vc e outros da blogosfera, antes do começo do ano eu nem imaginava conhecê-los, e agora não vivo sem vcs, mesmo não os conhecendo pessoalmente, assim como vc bem narrou no texto, me afastei de outras também, mas isso faz parte da vida.
    Bjão. e uma ótima semana.
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Sa,

    Tudo bem? Com 40 anos já tive vários encontros e muitos desencontros. O que posso falar, todos foram fundamentais para que eu pudesse continuar seguindo e me esforçando para ser uma pessoa melhor, mesmo quando nada me agradava. Enfim, é o nosso processo! Parabéns pelo texto, menina sábia!

    Lu

    ResponderExcluir
  7. a imagem dá a entender que o garoto está esperando alguém.mas, levou um bolo.
    bom, os encontros são bons. o desencontro é o imprevisível

    ResponderExcluir
  8. Ola Sabrina,
    Que texto interessante parceira! Este tema merecia uma análise mais profunda e quem sabe um livro: encontros e desencontros.

    Ao ler o seu texto, fiquei imaginando aquela cena clássica de alguns filmes, geralmente em preto e branco, onde duas pessoas que são apaixonadas estão em um mesmo local mas não conseguem trocar olhares, pois por conta do "maledito" desencontro quando um olha o outro não está vendo e vice-versa. Então vão embora e apesar de estarem juntos em um breve momento, cada um pensará que o outro nem o notou.

    É mesmo, quantas pessoas encontramos pela e vida e que de maneira direta ou indireta mudaram os rumos de nossas vidas? Adorei!


    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Crítica <--

    ResponderExcluir
  9. Olá Sabrina, é a primeira vez que venho ao teu espaço e já deparei-me com um belo e interessante texto reflexivo...

    Encontros e desencontros são ocorrências habituais em nossas vidas, já que vivemos em sociedade, e um "encontro" sempre nos sugere algo novo chegando, no qual podemos aprender e ensinar...O desencontro marca a inadaptação em lidar com o próximo, a exercitar nossa capacidade de compreensão do outro, e o aniquilamento "super ego" de cada um, responsável pelos conflitos e afastamento. Apesar de você , querida Sabrina não ter citado o "re-encontro", eu o faço, pra dizer que ele pode se a fonte de muitas alegrias, e ou a de rever os antigos conflitos...

    O seu texto é excelente querida pra refletirmos a quantas andam os nossos relacionamentos. Muito bom!

    Gostei daqui e voltarei!

    Bjosss

    ResponderExcluir
  10. Sabrina,você definiu tudo muito bem! Minha vida esteve e acho que ainda continuará no mesmo pé.Existem pessoas que eu não suporto nem que existam,como é o caso da fulana que insiste em dar em cima do meu marido.Durante muito tempo eu praguejei mas agora eu penso que aprendi demais como esta situação,como tantas outras situações!A vida é um caleidoscópio de encontros e decisões! Gostei muito da postagem e do visual do seu blog também! Beijocas!

    ResponderExcluir
  11. Encontros eu sempre tenho por aí, seja com pessoas conhecidas ou desconhecidas, acho tão estranho e interessante ao mesmo tempo passar um tempo(por exemplo no ônibus) com alguém que parece ser interessante, e depois nunca mais vê-lo, é um encontro rápido, mas cheio de especulações e possibilidades, pelo menos na minha cabeça. rs
    E alguns desencontros eu dou graças a Deus viu, existem pessoas que eu quis mesmo que saíssem da minha vida! Mas tudo tem seu lado bom e ruim, né.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Hey, adorei saber que você gostou do meu blog ! Seguindo também !
    E adorei o texto ... Tem pessoas que entram na nossa vida e realmente fazem a Diferença !

    ResponderExcluir
  13. Adorei o Texto!

    Encontros e Desencontros...

    o que seria de nós sem eles?

    Comigo já ocorreram vários encontros felizes e muitos em que eu saí chorando... e muitas vezes desencontros onde saí feliz demais!

    Pois nem sempre um desencontro é algo triste!
    Podemos nos desencontrar e encontrar algo a ponto de mudar nossas vidas, em que se tudo tivesse dado certo nunca teria acontecido!

    Obrigado pelo belo texto Sabrina s2

    ResponderExcluir
  14. Eu acredito que este seja o processo da vida. Há afastamentos que por vezes ocorrem com tanta naturalidade que nos damos contas apenas um tempo depois.
    Há desencontros que realmente devemos criar para nos afastar do que possa nos prejudicar e há encontros que mesmo que tenham uma curta duração, valem por uma vida.

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>