O fim da saga crepúsculo: algumas considerações

21:27



No dia 24/11/12 assisti ao último filme da eletrizante saga crepúsculo ‘’ Amanhecer part. 2 ‘‘. Não irei fazer nenhuma resenha detalhada sobre o filme, nem qualquer coisa desse tipo. Simplesmente hoje, falarei do que eu achei e pude aprender, de modo geral, sobre saga e a visão de algumas pessoas sobre esse fenômeno que acompanho desde 2008.

Gosto da saga crepúsculo e vi todos os 5 filmes, sem exceção de nenhum. A princípio, eu não tive real vontade de ler os livros, só li o primeiro ''em partes'' , porque sempre achei que era desnecessário - o que na essência - não é. Depois de ter saído daquela sala de cinema, fiquei com a vontade + propósito de ler todos em breve.  Mas evidentemente, isso nunca me impediu de gostar da saga a meu modo e estar aqui dizendo a minha opinião sincera a cerca das coisas que vi ao longo desses anos.

TWILIGHT & OS CONTRAS

Se antes julgar alguma coisa era comprar briga e ser do contra, hoje em dia, gostar de certas coisas fazem com que as pessoas se achem superiores a você. Pelo menos é assim que senti ao me deparar com a opinião de algumas pessoas sobre o filme e sobre quem o curte com o recente lançamento do fim da saga.

Desde que surgiu crepúsculo e toda essa febre de vampiros idealizada pela mente brilhante e criativa de Stephenie Meyer, que vejo inúmeras pessoas, sejam anônimas ou públicas, falando mal e julgando de forma ríspida e até violenta, essas pessoas que gostam do filme e da história. Eu disse algumas, não todas. Sem generalizar, apenas acho isso algumas vezes algo desnecessário, porque os argumentos, a meu ver, não são convincentes e acabam por fazer as pessoas que gostam esconderem isso como se fosse algo muito vergonhoso, como fazem com quem diz gostar de RBD, Restart, Justin Bieber, heavy metal, funk, pagode e afins, por exemplo. 

Tudo que eu sei é que ter gostado de crepúsculo não me fez mais ou menos inteligente, culta, humana, madura, sensata e derivados.  Não me fez inferior e tampouco superior as outras pessoas. Isso é o que eu não entendo. Você gostar ou não de uma coisa não define quem você é e nem o seu caráter. É triste ver que as pessoas agem de uma forma rude, como se todas as pessoas que curtem o filme e a saga são alienadas, imaturas, infantis e sem conteúdo. Ou que não tem o que fazer. 

Criticar alguma coisa é um direito de todos. É praticar sua liberdade de expressão e isso ninguém pode te impedir de fazer. Mas julgar alguém de forma violenta pelos seus gostos acaba por ser um ato preconceituoso e de desrespeito, ao meu ver. Gosto e desgosto de muita coisa, faço críticas , algumas racionais e outras nem tanto. Afinal, quem não é assim? Porém, não costumo ficar julgando e definindo mentalmente as pessoas e suas potencialidades pelos seus gostos, sejam eles quais forem e me sinto bem assim. 

SOBRE O ÚLTIMO FILME & CONSIDERAÇÕES FINAIS

Amanhecer part. 2 foi realmente aquilo que chamamos de ‘’fechar com chave de ouro’’ pelo menos pra mimTodos os atores envolvidos deram um show em cena, todos, sem exceções. Sem contar os efeitos especiais, que foram realmente incríveis, eu gostei muito. O filme em si foi uma verdadeira mistura de aventura, adrenalina e emoção, com um final claro, surpreendente e até engraçado, eu não esperava me surpreender tanto assim. Valeu a pena correr de todos os spoilers.  Fica a dica.

É estranho agora perceber que não irei sair da sala de cinema esperando o próximo capítulo da história. É, acabou mesmo. Nas cenas finais, vieram em minha mente uma série de opiniões e conceitos novos. E quer saber? A saga crepúsculo pra mim é muito mais do que uma história de amor bizarra ou um romance com características irreais [ex: um novo conceito de vampiro, amor entre vampiros e seres humanos, pessoas que também são lobos etc] que tanto conquistaram as pessoas em todo o mundo. Eu acho que vi neste filme uma coisa que nem todos conseguiram notar: até a onde a gente pode chegar pelo amor e a força dele , seja onde e como for.

Quando finalmente o filme acabou meus olhos se umedeceram ao perceber essa afirmativa. O amor, só ele suporta tudo. Todas as dores e todas as diferenças. Até o que podemos chamar de impossível, através do filme, vemos que por amor, as coisas sempre acabam do jeito que devem ser.

Acho que foi essa a mensagem que a Stephenie Meyer e todos os envolvidos na criação do filme quiseram passar: O amor pode ser imperfeito, quase impossível de se manter, bizarro e tudo que for de mais estranho e desafiador, mas se ele existe então as coisas podem mudar.


E fim de papo.


Nada é impossível para o amor. Nada é pareô para ele.Nem a eternidade.

You Might Also Like

5 Comente!

  1. Sá, eu também, sou fã incondicional da série Crepúsculo e compartilho de seus pensamentos.

    Na realidade a crítica só surgiu, porquê a autora resolveu transformar uma lenda "macabra" numa fantasia "romântica".

    Eu já li até o terceiro livro, não quiz ler o quarto antes do filme, pois creio anteceder a leitura, tira o encanto do filme, já que o filme é sempre um "resumo" do filme, mas isso é só uma opinião própria. ;)

    E além de ter lido o livro, já fiz uma infinidade de pesquisas sobre a história e posso te afirmar que a autora uniu imaginação própria com pesquisas sérias... e teve um dia que nessas pesquisas que eu fiz que encontrei um livro excelente sobre vampiros, só não lembro mais o nome, se eu achar de novo, venho aqui te falar.

    Ah! e talvez, a série tenha continuação, pois soube que a autora estava escrevendo o "Sol da meia noite", mas teve um tempo que ela parou por ter vazado partes do livro na internet antes mesmo da publicação oficial, no entanto, não sei dizer se ela voltou a escrever... Enfim, fico na torcida para que ela volte a escrever, pois já estou curiosa por este 5º livro... hehehee

    beijos e tudo de bom.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, amei a informações que você trouxe querida, muita coisa nem eu sabia. Obrigado pelos seus comentários sempre úteis, nem tenho palavras . É realmente um prazer tê-la como leitora e blogueira no meio de nós , viu?

    ResponderExcluir
  3. Por nada, Sá e o mesmo digo de ti. ;)

    Lembra do livro que falei sobre vampiros? Então, fiz a pesquisa de novo e achei o link: http://www.mulherdigital.com/historia-origem-vampiro/
    Aqui o link do livro: http://www.skoob.com.br/livro/7784

    Outras informações sobre como essa lenda de vampiro começou, tem nesses links mais abaixo:
    1) - http://pt.wikipedia.org/wiki/Livro_de_Nod
    2) - http://pt.wikipedia.org/wiki/Vampiro:_A_M%C3%A1scara
    3) - http://www.eucoracaolivros.com/2011/01/vampiros-origem-i.html

    E aqui, informações sobre o livro que Stephenie Meyer estava escrevendo, descobri lendo o artigo que ela ainda não voltou a escrever e isso é por tempo indeterminado, pois ficou muito triste com o vazamento da informação, aqui o link:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Midnight_Sun_(livro)

    Este livro outro livro pretende recontar a primeira história, mas sobre o ponto de vista de Edward. E só corrigindo o que eu tinha escrito, não é bem uma continuação, é uma complementação do primeiro livro do mesmo modo que foi "A breve segunda vida de bree tanner" explicano detalhes de Eclipse. E só mais uma correção do que escrevi, ele seria o 6º livro dessa série. ;)

    beijinhos e excelente final de semana.

    ResponderExcluir
  4. Ps.: O link de Bree Tanner: http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2010/06/conheca-bree-tanner-personagem-de-eclipse-que-ja-vendeu-1-milhao.html

    ResponderExcluir
  5. Em certo ponto discordo de você, acredito que muito do que curtimos tem a ver com o que somos. É praticamente impossível eu curtir algo que não tenha a ver comigo.
    E discordo também em ver os filmes antes de ler os livros, geralmente os livros são bem melhores, apenas esta saga não me despertou o mínimo interesse. Preconceito? Talvez. Quem nunca?
    No entanto, farei uma tentativa qualquer dia destes, afinal, até para falar mal é preciso de um embasamento e não apenas das resenhas e opiniões diversas. Embora eu tenha quase certeza de que irei me arrepender amargamente, primeiro pela figura do vampiro ter sido detonada e, segundo, porque não curto estas coisas mel com açúcar e pelos traillers que assisti, só a cara de sonsa da protagonista já é broxante.
    Veja bem, eu posso até falar mal de um trabalho, de uma arte, porém, as pessoas que curtem é que se sentem ofendidas, vestem a carapuça não sei por quê.
    Uma parceira criticou uma de minhas bandas favoritas que é o Slipknot dizendo que era coisa de "adolescente que quer aparecer", sem nem mesmo analisar a qualidade das letras das músicas. Não tomei a crítica para mim. Sei que não curto Slipknot pra aparecer. Curto pelo que a banda passa para mim e o significado que algumas de suas músicas tiveram em momentos cruciais de minha vida.
    Foda-se o que pensam!
    Você curte Crepúsculo e ponto. Taque o Foda-se também! ahaha.

    => CLIQUE => ESCRITOS LISÉRGICOS...

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>