Abrindo aspas: Apego, Metamorfose e Estações

22:53


Apego


Corrupção. “Políticas públicas”. Magia. Enfim. Pra mim, nada disso é mais incrível que a facilidade que nós temos e nos apegar as pessoas. Fico me perguntando se esse apego é causado por carência, ingenuidade, identificação, amor... Mas seja lá o que for eu só sei que o apego só não é mais incrível que a “decepção-pós-apego”.

Quantas pessoas não sofreram disso? Quantas pessoas não culparam outras pessoas (as que se apegaram) por isso? Julgando-as de falsas ou coisas do tipo.

Pode até ser que sejam, mas na maioria das vezes os culpados somos nós. Porque criamos uma imagem das pessoas, acreditamos e queremos que elas sejam aquilo que criamos. E quando as pessoas tomam uma atitude inesperada nos decepcionamos. E dizemos que as pessoas são isso e aquilo. Quando na verdade, elas foram apenas elas mesmas e não aquilo que queríamos que elas fossem.

Na verdade, incrível mesmo é a nossa ignorância. Pois cavamos a nossa própria cova, nos jogamos lá dentro e puxamos a terra.

Metamorfose


Hoje em dia, nem a palavra vigor tem mas o seu valor! Nasci no séc. XX . Cresci no séc. XXI. Por isso afirmo com tanta certeza. Palavras não têm sentidos e não fazem mais sentido. Hoje em dia, existe poucas pessoas, o mundo está sendo dominado por um bando de robôs. Robôs não pensam, não têm sentimentos, são criados por um ser, robôs não têm personalidade.


Estações


Se eu tivesse que escolher ser uma estação, escolheria ser a primavera. Estação que segue o inverno e antecede o verão. Colorida, reluzente, que resplandece amor e tudo que há de melhor nesse mundo. 

Mas como tudo tem seu tempo e Deus decidiu organizar as estações meses após meses, eu diria que estou entre março e maio. Sou outono! Nessa época as levianas folhas caem e como um tapete, cobrem o chão, deixando o caminho mais belo, que deixa qualquer um curioso pra saber onde vai dar.

Eu diria que essas folhas são minhas lágrimas, que caem sobre o rio e transbordam no oceano. Deixando meu coração mais limpo ou belo, que me faz ir além do que imagino ser capaz.

Gostaram dos textos? Quem escreveu foi a normalista, Lívia Lacerda,  16 anos , Caxias/RJ . Quer aparecer com algum texto aqui também? É só mandar um comentário nessa postagem com as informações seguintes: *Nome: *Nome do Blog: * Link do post:. ou um email (spiderwebsonline@hotmail.com) - com seu nome , idade e cidade/estado. Boa sorte!

You Might Also Like

1 Comente!

  1. Que interessante esse texto! Gostei sobretudo da parte do "apego", a mais pura verdade. Se rolar uma inspiração e eu conseguir escrever algo bom como esse texto talvez eu mande um também, haha

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>