Se eu tivesse um diário

17:56


Demorei para me acostumar com a ideia de nunca conseguir ter um diário. Aliás, eu nunca me apeguei à meras páginas de papel que expressavam uma maneira diferente de contar coisas que eu reflito, para mim mesma. Seja um momento, uma ideia, uma decisão. Achava estranho tudo isso que só era possível com uma caneta na mão. Queria ir além , porém também sempre  me achei estranha por isso . Aí depois, passei a achar as outras pessoas estranhas por conseguirem escrever num diário sempre. Quem entende? 

Apesar dessas coisas, era inevitável para mim ganhar diários. Ganhei em aniversários, ganhei vários da minha mãe. Não conseguia evitar.  A única coisa relevante que eu lembro de ter escrito em um dos meus diários-nunca-utilizados-sempre-guardados foi um dia que eu fui à cachoeira. Não foi muito emocionante. Mas na hora de escrever no diário, me empolguei tanto que descrevi como se tivesse sido uma temporada no paraíso . Depois desse dia, para mim diários não serviam para nada. Só para guardar segredos. Que segredos? Eu não tinha. E fim da história. 

Mas sabia que até não seria uma má ideia ter tido um diário?

Ah, se eu tivesse um diário, as coisas seriam diferentes. Eu teria todo o cuidado de aproveitar mais os momentos para ter coisas interessantes para escrever. Se eu tivesse um diário me lembraria das mesmas coisas, só que melhor. Ah se eu tivesse um diário!

Se eu tivesse um diário eu lembraria da primeira vez que achei um menino bonitinho. E lembraria que eu não contei isso para minha mãe, só para minha irmã. E depois ela me dedurou. Se eu tivesse um diário, isso iria ser uma das coisas mais engraçadas para ler, provavelmente.

Se eu tivesse um diário lembraria exatamente do caminho percorrido a cada conquista. Lembraria exatamente da primeira vez que recebi um elogio, e da primeira vez que despertaram o desejo que eu tenho em sempre me superar. Lembraria disso e talvez, teria mil e uma forças para nunca desistir de nada.

Se eu tivesse um diário, lembraria de quando perdi amizades de antes e de como conquistei as de agora. E provavelmente pensaria: quem diria, hein ? Por que o presente é tão certo e intenso. Se eu tivesse um diário, eu lembraria de quando essas amizades cruzaram meu caminho e ficaria feliz por isso.

Se eu tivesse um diário lembraria de sonhos antigos, de antigas metas, de desejos que eu já me esqueci e só lembraria se eu tivesse um diário. Lembraria exatamente do primeiro beijo, da primeira decepção , do primeiro fracasso, da primeira festa, do primeiro ato heroico, da primeira receita e da primeira vez que tomei atitudes inesperadas. Lembraria, lembraria, lembraria e não iria parar de lembrar. Ah seu eu tivesse um diário!

Ei, espera! Eu tenho um diário. Sim eu tenho. Ele existe à quase 3 anos, e eu não percebia,  até agora. Tantas coisas mudaram depois que o criei. E tudo que eu vivo, me inspiro para que eu escreva nele . E é nele que eu registro minhas conquistas , que eu compartilho minha vida.E confesso que por vezes fico horas e horas lendo as primeiras postagens, os primeiros passos e toda minha evolução. Rindo das antigas formas de pensar, feliz pelos sonhos que consegui concretizar. Tudo o que eu sempre temia, sem querer eu tinha.

Mas é claro! Como pude ser tão tola? Meu diário é aqui. E como vocês podem ver, ele não é do jeito que todos esperavam : Folhas, caneta e imaginação. Ele vai muito além disso. Nele tem vocês. Palavras, emoções, fotos, recordações, metas que vão além da limitação de um caderno com um cadeado. 

Se eu tivesse um diário.... ah , quem liga? Eu tenho um blog. O meu blog.  

E para mim ele é o melhor diário de todos. 



Postagem derivada da seguinte proposta: O blog Diários de Bordo da Alê Lemos está completando 3 anos. Ela resolveu comemorar com uma Blogagem Coletiva. O tema em parceria com os blogues Uma Pandora e sua Caixa e Escritos Lisérgicos é: Uma página do meu diário.


You Might Also Like

44 Comente!

  1. Oi Sabrina! Caramba temos o mesmo tempo de blog! Tenho visto muita gente dizendo que não tinha paciencia para escrever em diários de papel nesta blogagem. Mas sabe que até hoje eu escrevo no blog e no diário? Não que eu escreva todo dia, mas com certeza escrevo coisas mais íntimas que as que estão no blog. Beijos e muito obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Oi querida!
    Eu também tenho um diário! rs
    Tudo anotadinho nele...
    Bjs
    RITA

    ResponderExcluir
  3. A-d-o-r-e-i essa postagem! Foi escrito de um jeito tão seu, que nem vou ficar comentando muito. Seu blog é mesmo uma espécie de diário, onde você anota de tudo um pouco, e que não precisa de segredos.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que entendeu a essência, adorei seu comentário querida.

      Excluir
  4. O que são páginas de um diário quando
    se tem um blog neh? ;)
    Ameii a postagem!! *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário e visita amiga. Tens razão!

      Excluir
  5. Eu também pensava assim, tentei até escrever um diário quando eu tinha 12 anos, mas ficavam fuçando e não deu muito certo. Há anos eu queria ter um blog, mas só tomei coragem este ano e o meu blog é meu verdadeiro diário. O diário que eu sempre quis ter e agora eu tenho. Ótimo texto dona aranha ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal isso. '' Amei o Dona Aranha '' hahaha <3

      Excluir
  6. Eu tenho uma coleção de diários, contava tudinho nele... As vezes leio e fico relembrando os momentos,foi bom viu...
    E adorei sua forma de expor, e claro, tem pessoas que sabem conviver sem diários...

    Bjo!

    http://thelovelily.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. é incrível o quanto um blog faz diferença na nossa vida! Quando comecei com o meu eu nem divulgava! Queria que fosse um diário escondido de verdade, mas sem ter que pegar papel e caneta.. Mas o tempo foi passando e resolvi divulgar pra ver no que ia dar e tamo ai até hoje! hahah Eu também ria quando via as primeiras postagens, principalmente pelo jeito de escrever! hahah Eu apaguei elas, mas era engraçado!
    Não entendi direito se o texto é seu ou não mas eu gostei muito do texto e da proposta! Parabéns (?) hahah


    Obrigada por visitar meu blog :)Volte sempre!

    Beijos,
    Thainá :)
    http://tubaiina.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O texto é meu sim , de nada, eu que agradeço a honra da visita!

      Excluir
  8. Sabrina, eu tbem nunca tive um diário... quando criei meu blog, tbem foi com a intenção de guardar meus pensamentos. Guardar mesmo, à sete chaves. Ele era trancado. Somente eu lia o que escrevia. Qdo resolvi abrir para o público, há um ano(final do mes fará um ano), deletei TODAS as antigas postagens e resolvi recomeçar, com Umas e outras. continua sendo um diário, mas de uma forma mais interativa. Meu diário é pra mim e para os outros. rsrsrs

    Tbem participei da blogagem coletiva e adorei!

    bjks JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  9. Tive váaaaaarios diários, mas nenhum foi tão fiel, companheiro e verdadeiro quando o Arcádia. Você deve entender quando eu digo, no meu ultimo post de lamento, que meu blog me entende como eu mesma, que eu sinto uma emoção quase pessoal nele, etc.
    Adorei o texto! O Blog é a melhor coisa já inventada!

    ResponderExcluir
  10. OOi bina, gosteei,no fundo no fundo todos temos um diário em nossa vida pra sempre poder lembrar dos bons momentos :D bjão
    http://amaralstarlight.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. maravilhoso, e eu aceitei desde o começo, hahaha e com toda certeza o blog e o melhor diário de todos. acho, inclusive, que muita gente fez o blog nesse intuito.
    beijos

    http://epistolasextraviadas.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  12. Comecei a escrever em diários quando tinha onze anos, em 1997 e só parei de escrever em 2010, quando comecei a escrever no blog.

    Às vezes eu gosto de reviver alguns momentos da minha vida que estão lá em guardados nos meus cinco ou seis diários.

    Mas, nem sempre escrevia todos os dias, só quando acontecia algo bem legal ou quando eu queria desabafar. Eu adorava!

    Mas, confesso que prefiro o blog, onde eu expresso tudo o que sinto, o que desejo e fico sabendo o que os outros pensam sobre aquilo.

    Beijos, amei o texto!!!


    http://luzia-medeiros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Sabrina!
    Temos uma coisa em comum, sabia? Eu também nunca tive um diário, hahahahahha... Nem meu blog, eu considero, pois não conto muito de mim ali, apenas expresso minha opinião. Ainda assim, para quem faz, acho que blog é melhor que diário.

    Bjuss!

    ResponderExcluir
  14. Eu nunca tive um diário também. Penso que isto seja mais tradicional, há pessoas que ainda os mantém como a Aleska e acho sensato da parte dela, se no caso, pessoa sente necessidade de escrever algo mais pessoal, afinal, nossas vidas não podem ser expostas de qualquer maneira na web, a não ser que pessoa seja uma exibicionista e aguente as consequências depois, que certamente virão.
    Ficou muito legal seu texto.

    ResponderExcluir
  15. Ah, que saudades desse seu cantinho.
    Amei o texto, eu sempre tive diários desde menina escrevo todos os dias. Meu blog é meu diário também,mas ainda não parei de usar aquele com folhas cheio de rabiscos que são só meus.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudades do seu espaço também, passo em breve! Obrigado <3

      Excluir
  16. Oi lindona, tudo bem?
    Também sempre ganhei vários diários e nunca usei. Achei um de 2007 nas minhas coisas, essa semana.
    No máximo, eu escrevia três dias seguidos e depois esquecia.
    Atualmente eu tenho tentado montar um 'diário' não tão diário assim de Scrapbooking. Escrevo sempre que posso... E vou moldando do meu jeito. É uma solução, até.
    Mas sem dúvidas, o meu maior diário é o meu blog.
    Como sempre eu me identificando contigo. Ta ficando cliché demais comentar isso no seu blog, quase spam! hahaha
    Mas fazer o que?
    Adoro seu blog, assim que der estou aqui! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fazer o que né?Temos muitas coisas em comum, precisamos nos encontrar qualquer dia desses, nem parece que moramos na mesma cidade. hehehe

      Excluir
  17. Olá Sabrina,
    Podemos dizer então que sua vida é um livro aberto? Opssss, um diário aberto? Como historiador, apesar de nunca ter feito um diário (acho talvez muita arrogância da minha parte pois acabava imaginando que nunca esqueceria de nenhum momento dos meus melhores e piores momentos... pois bem, alguns certamente esqueci, rsrsrrsrs...) creio que é um ato muito legal. Graças a ele, muitas informações preciosas chegaram nos dias atuais. Só temos que ter um pouco mais de cuidado aqui na web, mas você é uma menina centrada e sabe o que faz!

    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Critica <--

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahahah com certeza, temos mesmo que ter muitíssimo cuidado Flavio! Obrigado pela contribuição!

      Excluir
  18. Sabe, Sabrina... e sempre tive diário durante minha infãncia e adolescência. Além de escrever, também decorava as páginas. Já fazia scrapbooking antes mesmo dele ficar famoso...rs...
    Geralmente diário era mais usado por meninas, não acha? Eu pelo menos até hoje nunca conheci um homem que tenha tido um diário na infância, ou pelo menos que não tivesse assumido isso.
    Na fase adulta, o diário não fazia mais parte do meu cotidiano, mas minhas agendas, de veeeez em quando ganha aquele gôsto de flasback. E eu gosto! Gosto muito! Não deixava de ser um diário a minha agenda, portanto.
    O Blog é uma espécie de diário sim, pode-se dizer, embora alguns escrevam de tempos em tempos... embora alguns publiquem trabalhos... embora alguns usem para diversão, contar piadas, para críticas em geral... embora alguns usem com tantas outras infinitas motivações. Ainda assim, não deixará de ser um diário. Quer queiramos ou não.
    Muitos podem querer tirar essa idéia de diário a um blog, mas é fato...
    Então os homens que nunca tiveram diário lá na infância, estão experimentando essa experiência ao criar um blog.
    Não penso que diário seja um marcador de passos do que fazemos e sim um local onde as palavras são registradas. Palavras estas que podem ser a tradução do que foi vivido naquele dia, sim, mas que também pode expressar coisas nunca vividas, pensamentos soltos, coisas que passam pela mente, sem necessariamente ser até mesmo sobre si... coisas relacionadas ao mundo em geral.
    Boa noite, Sabrina. No intervalo do programa Dr Oz, te fiz uma visitinha e adorei!
    Beijão.
    Theka.
    http://comigomesmasim.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Haha, isso me lembra que no meu primeiro diário (que não durou muito tempo, obviamente rs) eu anotava TUDO: "acordei as 9h10, escovei os dentes, tomei suco e comi bolachinhas no café da manhã...", hahaha. É, ter diário "de caderno" é meio chato de "atualizar" lol. Prefiro o blog, que exercita mais a criatividade ao falar de determinados assuntos e tem interação também!

    Beijinhos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    ResponderExcluir
  20. Olhando coisas que escrevi tanto no diário virtual (blog) quanto no que tenho muito bem guardado penso no quanto eu mudei, no quanto a gente a cada se acha menos tolo, aprende mais sobre a vida. Ter um diário é sim muito bom.
    Beijo xará.

    ResponderExcluir
  21. Olá, Sabrina,

    E como é bom escrever nesse "diário" né?
    Fotos, textos, sonhos, desejos, experiências... enfim, ter a disposição todo tipo de recordação em um blog. Perfeito!
    Adorei o texto.

    http://errosxacertos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Nunca pensei em escrever em um diário e acho que a imposição de escrever diariamente em um caderno tirava todo o meu tesão. Quando tínhamos tempo, a vontade era sair para brincar e esquecer que no outro dia tinha escola. Já bastava a minha mãe me dar um caderno de caligrafia para aprimorar as minhas terríveis letrinhas :) Os blogues, a começar por esse requisito, vieram para satisfazer várias tribos, até mesmo as das mães que odiavam os cadeados dos diários. Parabéns pelos 3 anos de blogagem. Sei que não é aniversário do blogue, mas é sempre bom parabenizar a existência de um blogue. Beijus,

    ResponderExcluir
  23. Meu blog tem sido meu diário nos últimos 4 anos, meus caderno sem cadeado. Também me pego lendo antigas postagens, ponderando sobre o que fui e o que me tornei. Amo meu blog.

    Linda sua reflexão, lindo seu texto, tão lindo que só me resta repetir o velho "Obrigada por compartilhar conosco! Sinto-me honrada por poder apreciar suas linhas!"

    Cheros, cheros e uma boa semana para você!!!!

    ResponderExcluir
  24. Oi, Sabrina. Também substitui há algum tempo os diários de papel por esse, virtual, que eu adoro e que guardam um pedaço do que sou em forma de imagens e palavras. Ótima participação, um abraço!

    ResponderExcluir
  25. Conheci seu blog há pouco tempo quando você foi comentar no meu post de dicas do vestibular (lembra?), mas tenho acompanhado alguns de seus posts e reparado que você é uma blogueiras das boas! Faz bem em manter este blog como seu diário pessoal! Particularmente, eu nunca tive meu blog como diário pessoal, mas sempre escrevi em cadernos e agendas, desde os meus 12 anos. Garanto pra você, a experiência de escrever algo em um ano e olhar a mesma coisa dois anos depois é indescritível. Mesmo que se possa fazer isso no blog, com papel e caneta e totalmente diferente! Dia desses peguei um dos meus diários de 2008 sem querer e comecei a ler. Ria e chorava ao mesmo tempo! hahahaha É maravilhosa a sensação de imortalizar no papel as suas experiências diárias, por mais simples que elas tenham sido. Fica a dica! Nunca é tarde pra começar!

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal ! Até que não seria má ideia mesmo Tiêgo. Obg pelos elogios.

      Excluir
  26. Oi Sá
    Mas vc é uma menina muito sabidinha mesmo einh?! Eu queria participar dessa blogagem, mas fiquei de fora, pq tive um diário, mas joquei fora, foi já adulta por recomendação da terapeuta, mas eu não tinha paciência. E como vc bem abordou, o blog é como um diário para mim, lá eu coloco minhas alegrias e decepções. Adorei!
    Bjão da tia Lú. Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  27. Ah que legal,Eu tenho um diario é muito bom ;)
    http://vivighanem.blogspot.com.br////to seguindo você ;*

    ResponderExcluir
  28. Sabrina que post mais gostoso de ler..
    Adorei..
    Tem toda razão nossos blogs são sim um pedacinho de nós...
    Retratam nossa forma de ver o mundo.. nosso jeitinho de ser..
    Guarda um pouquinho de nós e de nossos momentos..
    Muito linda sua participação nessa BC que foi um show..
    Eu adorei..

    Beijinhos no seu coração e um finzinho de domingo especial..

    Sheila

    ResponderExcluir
  29. Ah, desde os meus 17 anos eu tenho diário. Estou terminando o quarto, e já tenho um novo, que pelo que vi, 2013 irei inicia ano novo e páginas novas. Cada diário têm 400 páginas. Antes, aos 17, era coisas bobas que deixava, com o tempo, foram se tornando reflexos, mini textos, onde em 2010 deu-me a ideia de cria um blog. Mesmo assim o diário continuou em minha vida. Cada um ocupa um espaço diferente na minha vida. E, depois da "grande tristeza" no ano passado, a perda de meu Pai, meu diário passou a ser um amigo que me ouve, me sente, me vê, me ajuda, e faz com que conforme eu me desabafe eu encontre as respostas de duvidas ou apenas faço uma conversa.

    Beijos *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que lindo isso. ! Inspiradora sua história.

      Excluir
  30. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  31. Que lindo lindo lindo texto Sabrina >< Super inspirador! Eu tenho alguns diários em casa, guardados e de vez em quando ainda escrevo em um, não sei, não consigo deixar de ter um, parece regra já e preciso deles pra escrever coisas que nem pra melhor amiga eu contaria, é algo muito íntimo mesmo. Meu blog no começo foi assim, ainda é, mas é mais subjetivo, mais abstrato, mas eu ainda consigo ler algum texto nele e identificar sobre o quê ou quem eu tinha escrito, em qual fase minha foi aquela, enfim, meu blog é meu diário também de uma certa forma <3

    Beijos!

    ResponderExcluir
  32. É a grande verdade da vida. As folhas foram substituídas pelo monitor e HD e a caneta pelo teclado. E este diário moderno veio para mudar a vida de todos nós.

    Muito legal teu texto. Ele prende. Parabéns.

    www.cchamun.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  33. A grande verdade da vida: As folhas viraram o monitor e o HD e a caneta o teclado. Este diário moderno que veio para mudar nossas vidas.

    Belo texto. Parabéns!

    www.cchamun.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  34. Hey Sabrina
    Tudo bem??
    Curti bastante as postagens,você falou de como o Spiderwebs se assemelha a um diário para ti mas há outra coisa que descreve sua vida de forma parecida ao diário, sua fotografia, ela fala todos os seus momentos mas com imagens e não palavras.
    Abç

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>