Abrindo aspas: ''Eu fiz a diferença''

22:59




Oi gente, tudo bem? Então ... a tag '' Abrindo aspas'' de hoje vem com uma proposta totalmente diferente do que vocês já estão acostumados. Nessas semanas mais recentes, venho me negligenciando à responder alguns comentários e deixando inevitavelmente de visitar alguns blogs que acompanho diariamente devido a minha vida corrida de normalista/vestibulanda e tudo mais.

Mesmo assim, devido a todas essas coisas chatinhas que atrapalham as blogueiras(os) e todos em geral, principalmente no final do ano decisivo da tão esperada formatura , vejo que vocês ainda continuam dando a opinião aqui , lendo, refletindo com muito gosto. Isso me deixa muuuuuito feliz, queria agradecê-los desde já. Mas tem uma coisa diferente no meio disso tudo que vocês andam escrevendo por aqui. Vocês já vão saber.

Tudo aconteceu quando eu escrevi o texto ''Se eu tivesse um diário'' , esses dias aqui no blog.  E acreditem se quiser: muitas pessoas se expressaram e mostraram suas visões de mundo, experiências, coisas lindas mesmo e inspiradoras.  Gente , agora digo que foi nessa postagem que vocês fizeram o papel de vocês tão bem. Por isso,  eu decidi criar uma postagem com os comentários que alguns fizeram. Espero que se inspirem e se emocionem como eu me emocionei com as coisas tão legais que comentaram por aqui.  Vamos conferir?

''Ah, desde os meus 17 anos eu tenho diário. Estou terminando o quarto, e já tenho um novo, que pelo que vi, 2013 irei inicia ano novo e páginas novas. Cada diário têm 400 páginas. Antes, aos 17, era coisas bobas que deixava, com o tempo, foram se tornando reflexos, mini textos, onde em 2010 deu-me a ideia de cria um blog. Mesmo assim o diário continuou em minha vida. Cada um ocupa um espaço diferente na minha vida. E, depois da "grande tristeza" no ano passado, a perda de meu Pai, meu diário passou a ser um amigo que me ouve, me sente, me vê, me ajuda, e faz com que conforme eu me desabafe eu encontre as respostas de duvidas ou apenas faço uma conversa. Beijos *-* '''  Pâmela Ferracini - Love in Red

''Conheci seu blog há pouco tempo quando você foi comentar no meu post de dicas do vestibular (lembra?), mas tenho acompanhado alguns de seus posts e reparado que você é uma blogueiras das boas! Faz bem em manter este blog como seu diário pessoal! Particularmente, eu nunca tive meu blog como diário pessoal, mas sempre escrevi em cadernos e agendas, desde os meus 12 anos. Garanto pra você, a experiência de escrever algo em um ano e olhar a mesma coisa dois anos depois é indescritível. Mesmo que se possa fazer isso no blog, com papel e caneta e totalmente diferente! Dia desses peguei um dos meus diários de 2008 sem querer e comecei a ler. Ria e chorava ao mesmo tempo! hahahaha É maravilhosa a sensação de imortalizar no papel as suas experiências diárias, por mais simples que elas tenham sido. Fica a dica! Nunca é tarde pra começar! Beijo!'' . Tiêgo R. Alencar - A pseudociência

''Sabe, Sabrina... e sempre tive diário durante minha infãncia e adolescência. Além de escrever, também decorava as páginas. Já fazia scrapbooking antes mesmo dele ficar famoso...rs...Geralmente diário era mais usado por meninas, não acha? Eu pelo menos até hoje nunca conheci um homem que tenha tido um diário na infância, ou pelo menos que não tivesse assumido isso.Na fase adulta, o diário não fazia mais parte do meu cotidiano, mas minhas agendas, de veeeez em quando ganha aquele gosto de flasback. E eu gosto! Gosto muito! Não deixava de ser um diário a minha agenda, portanto.O Blog é uma espécie de diário sim, pode-se dizer, embora alguns escrevam de tempos em tempos... embora alguns publiquem trabalhos... embora alguns usem para diversão, contar piadas, para críticas em geral... embora alguns usem com tantas outras infinitas motivações. Ainda assim, não deixará de ser um diário. Quer queiramos ou não.Muitos podem querer tirar essa idéia de diário a um blog, mas é fato...Então os homens que nunca tiveram diário lá na infância, estão experimentando essa experiência ao criar um blog.Não penso que diário seja um marcador de passos do que fazemos e sim um local onde as palavras são registradas. Palavras estas que podem ser a tradução do que foi vivido naquele dia, sim, mas que também pode expressar coisas nunca vividas, pensamentos soltos, coisas que passam pela mente, sem necessariamente ser até mesmo sobre si... coisas relacionadas ao mundo em geral.Boa noite, Sabrina. No intervalo do programa Dr Oz, te fiz uma visitinha e adorei!Beijão.'' Theresa Hohenfeld- Eu comigo mesma...Sim!


''A grande verdade da vida: As folhas viraram o monitor e o HD e a caneta o teclado. Este diário moderno que veio para mudar nossas vidas.
Belo texto. Parabéns!''. Cláudio Chamun - Histórias, estórias e Outras

Gostaram da surpresa gente? Posso repetir? ahaha. Bom, eu adorei fazer a postagem nesse estilo. Tanto em consideração aos belos comentários, quanto pelas coisas legais e interessantes que essas pessoas escreveram para mim. E olha, muito cuidado com o que vocês escrevem por aqui, hein . Quem sabe seu comentário não vira uma postagem ? Tudo é possível e eu adoro fazer surpresas , já notaram né? 

Por que aqui no Spiderwebs você não comenta. Você faz a diferença!

You Might Also Like

17 Comente!

  1. Sabrina querida, nas últimas semanas tenho sido acometido pelo mesmo mal que você, a falta de tempo. Vou aproveitar agora para ler sua postagem anterior sobre o tema "Se eu tivesse um diário", aproveito também para colar aqui o comentário que eu tinha escrito no post da Joicy sobre o mesmo tema:

    "Em um dos momentos mais loucos e interessantes de minha vida eu comecei a escrever um diário, na verdade eu ganhei ele de uma amiga no natal de 2006 e comecei a escrever a pedido dela. De vez em quando eu ainda o abro e me deparo com impressões que tive sobre os acontecimentos que vivi a cinco anos atrás, daí percebo o quanto mudei. Mantive o diário, com escritas regulares, até o final de 2008 e lá estão registradas a minha reação no dia de minha posse no Banco, a apreensão durante o período de experiência, as decepções com um tantão de coisas e alguns bons momentos de alegria. O legal era que tudo que eu escrevia no diário, eu narrava em terceira pessoa, como se eu fosse um personagem, alguns desses escritos foram para no blog quando eu o criei... Este foram alguns dos textos que depois foram parar no blog:"

    http://sublimeirrealidade.blogspot.com.br/2008/06/o-personagem.html
    http://sublimeirrealidade.blogspot.com.br/2010/12/anomia.html

    ResponderExcluir
  2. Que bacana......super interessante sua ideia.

    Parabéns, saiu do óbvio.

    ResponderExcluir
  3. Eu amei a sua proposta nesse post, existem comentários que nos mudam de uma certa forma, que faz a gente querer escrever mais e mais e até alguns que nos emocionam mesmo <3 Faça mais posts assim *O*

    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
  4. Opa, vou começar a caprichar mais nos comentários daqui hahaha XD
    Acho que em um dos primeiros comentários que eu fiz no blog, e eu disse que me chamou muito atenção que ao invés de "comentários" é "x pessoas fizeram a diferença". Eu acho muito legal o papel que o leitor tem no Spiderwebs, espero que continue assim (:

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    ResponderExcluir
  5. Em visita ao blog Love In Red, da Pâmela Ferracini, decidi escrever em um diário, pois li em um post, sobre como essa prática sempre esteve presente na vida dela. Quero que meu diário seja bem grosso, com páginas amarelas e capa negra. E que tenha cadeado, é claro. Talvez, quando eu não estiver mais aqui, alguém posso me reviver por meio de minhas anotações, que serão lembranças, vozes do passado, de uma vida, de uma existência.

    ResponderExcluir
  6. Diário é uma coisa tão pessoal e acho que isso que os trona tão encantadores s2 É coisa que vem de dentro, sem medo de julgamentos.


    Beijos,
    Thainá :)
    (http://tubaiina.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  7. Oi Sabrina!
    Que surpresa bacana hein... sinto que eu não tenho comentado muito aqui. Remediarei isso. Concordo totalmente com você com relação aos comentários, eles fazem a diferença realmente. Porque nós, blogueiros, tudo que queremos é saber que alguém gostou do que escrevemos, não há nada mais satisfatório.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Sabrina, adooorei o seu post! Sério mesmo! Porque sempre quando a gente entra no blog de alguém, esperamos conhecer um pouco mais sobre a blogueira e não sobre o leitor. Essa ideia de trazer os leitores mais para perto do Spiderwebs foi muito boa e espero que você repita! :)
    Os comentários fazem totalmente a diferença no post. Deixa a gente mais feliz e satisfeita com o trabalho que tivemos ao escrever a postagem. Por isso, foi muito legal você ter mostrado os melhores aqui!
    Beijos!
    Xiricutico.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, Sabrina! Concordo com o último comentário que escolheu, os diários continuam a existir, porém ocupando lugar no mundo virtual. Gostei da ideia de compilar trechos de comentários, bem original e prático para alguém com o tempo escasso como anda o seu! Um abraço!

    ResponderExcluir
  10. Olá!Boa tarde!
    Sabrina...sorry pela minha ausência, "ma cá estou"!
    Sim...muito bom esse estilo de postagem, porque além de vc fazer uma homenagem ,poderá ou poderemos perceber quantas histórias diferentes temos atrás de uma postagem que publicamos!Um dos princípios da interação "blogosférica"!
    Parabéns á você e aos homenageados
    Obrigado pelo carinho dedicado ao meu blog!
    Boa quarta /quinta feira!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Ai que massa *---------------------*
    Amei, e ameeeeeei o que o Jefferson disse, conversamos e ele me disse de como seria legal alguém achar o diário e um dia publica-los.
    AMEEEEEEEEEI SABRINA *-*

    ResponderExcluir
  12. Acho suuuuper bacana quem tem diários. Eu tenho 5 diários de infância, onde conta sobre meu primeiro namoradinho, primeiro dia de aula, discuções com as garotas que eu odiava, separação dos meus pais, nossa, tanta coisa. Ah, é tão bom ler nosso passado em páginas que definem o ano inteiro *-*
    simplismentemenina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Fico feliz que a blogagem tenha lhe rendido tão bons comentários. Afinal o melhor do blog é quando achamos alguém que se identifique com nossos temas e faz questão de dizer isso. beijos!

    ResponderExcluir
  14. Eu adorei. E fiquei surpresa ao me encontrar...rs...
    Sei como é essa coisa toda de visitar, não conseguir visitar, querer visitar... chega a ser agoniante em algumas fases, mas é assim mesmo. O lance é não cobrar visita e nem se sentir cobrado a fazer ou a retribuir. Eu jamais cobro, assim como jamais me sinto na obrigação de visitar ou permitir que me cobrem. Faço tudo conforme o tempo permite, a vontade e a oportunidade.
    Que bacana seu post!!! Beijos.
    Theka
    http://www.comigomesmasim.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Adorei!o primeiro comentário me emocionou!

    ResponderExcluir
  16. Foda... Estou acometido pelo mesmo problema, por sorte não respondo nos Lisérgicos ou já teria endoidado.
    Fico contente que a sua participação na BC tenha rendido bons comentários e inspiração. Eu gosto desta interação em BC´s e sempre faço um post parecido com "os melhores momentos", tal como a Aleska também faz.

    => CLIQUE => Escritos Lisérgicos...

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>