Papeando: Relacionamentos virtuais

01:12


Img_5625_copy_large



Desde muito tempo, eu tinha vontade de escrever aqui sobre os tais ‘’relacionamentos virtuais ‘’ que tanto estão presentes na nossa vida desde a criação e popularização da internet. E especialmente hoje, à convite do Badoo, que é uma rede social especialmente voltada para conhecer pessoas e expandir o círculo de contatos , nós vamos falar um pouquinho sobre isso.

Internet pra mim é assunto que domino demais. Posso dizer que sou apaixonada pelo universo online desde que o computador entrou na minha casa. A internet veio um pouquinho depois, em 2005. Era tudo novidade. Sempre me liguei em jogos virtuais e coisas afins. Até descobrir as salas de bate-papo. Posso dizer que apesar das coisas indesejáveis que acontecem nelas às vezes, foi muito legal poder viver essa fase. Achei incrível quando conversei pela primeira vez com pessoas do Brasil inteiro, bem ali, dentro da minha casa [claro, com todo o monitoramento dos meus pais]. Mas isso não durou muito tempo.

Depois disso tudo, recebi um convite e entrei no Orkut. Me sentia incrível! Era um lugar muito propício à amizade devido aos depoimentos, lista de fãs e a possibilidade de ter um álbum de fotos etc. Depois disso, ainda migrei para o MSN, Twitter, MySpace ah, e também criei o blog, minha maior paixão, há quase 3 anos . Agora, com o bombástico Facebook, não foi diferente né? Os laços virtuais têm se tornado cada vez mais fortes e presentes na vida das pessoas de todo o mundo.

A internet vem com essa grande dádiva: aproximar quem está longe. Seja na hora de fazer amizades, conhecer um amor ou até apenas bater um papo com pessoas distantes. Parece coisa impossível, ou coisa de outro mundo. Mas não é mesmo. Os relacionamentos virtuais é uma nova realidade da sociedade contemporânea. E eu sei, pelos inúmeros casos que já vi por aí, apesar de todos os ‘’contras’’ e pensamentos pessimistas sobre isso, acredito, a internet já ajudou muitas pessoas. Já li matérias sobre pessoas que encontraram o amor de suas vidas [chegando até ao altar] e fizeram amizades duradouras através de encontros de blogueiros/leitores, grupos virtuais e afins. Isso é muito legal!

Sabe de uma coisa? Creio que fiz grandes amizades através das redes sociais, apesar disso ser muito difícil tanto online/off-line. Conheci pessoas da minha própria cidade que eu não sabia como eram, ou nunca tinha oportunidade de conversar. Conheci histórias e realidades de várias pessoas de vários locais desse planeta. Realmente, é uma coisa tão presente na minha vida, que tenho boas lembranças sobre isso.

Sem dúvidas, a internet e os relacionamentos virtuais foram revolucionários na mudança do comportamento das pessoas e nas suas relações interpessoais. Não é preciso observar muito para reconhecer esta afirmativa! E falando em linguagem ''facebookiana'' , eu compartilho dessa ideia , quem curte?


Agora é a sua vez: E você? O que acha sobre relacionamentos virtuais? Comente!

You Might Also Like

12 Comente!

  1. Too Door Cinema Club e Arctic Monkeys duas bandas perfeitas :D

    ResponderExcluir
  2. Oi Sabrina! Que interessante sua postagem; sem dúvida houve uma mudança, uma revolução com a chegada da internet. Hoje mesmo li um artigo falando de um portal para pessoas na faixa dos 50 anos, ali surgiram amizades que deixaram de ser virtuais para se reunirem em um almoço todo último domingo!
    fiz amigos com o blog, mas também tenho algumas ressalvas, afinal nem tudo é perfeito, né?!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oi Sabrinaaa!
    Que coincidência! Estou escrevendo um texto exatamente sobre isso para postar lá no blog!
    Me inspirei no livro "@mor", que li no fim de semana passado. Simplesmente lindo, o livro mostra como podemos criar laços fortes com alguém mesmo por meio de palavras transmitidas pela rede.
    Acredito que isso possa acontecer de fato, mas acho que o relacionamento virtual tem dois lados. Nós, humanos, somos muito impressionados e ficamos logo eufóricos quando encontramos alguém mundo afora que se encaixa exatamente naquele nosso padrão de "perfeição". Ficamos empolgados com a ideia de encontrar pessoas tão legais, tão maravilhosas, que não encontramos normalmente no lugar onde moramos.
    Mas tem certas coisas que só a convivência é capaz de revelar e que só são percebidas no contato diário.
    Apesar disso, não tiro a magia de se conhecer alguém pela internet: muitos dos meus amigos conheci através de chats, inclusive pessoas que moram em outros estados.
    Esse comportamento já faz parte do século em que vivemos.
    Muito bom seu texto!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  4. A minha opinião a respeito todos estão exaustos de saber, portanto, lhe pouparei. Contudo, quando já se encontra pessoas, deixou de ser relacionamento virtual Sabrina, o virtual foi apenas um método como poderia ser qualquer outro de encontrar estas pessoas. Para mim, relacionamento virtual é aquele que não sai da tela e sou cético, como sabe.

    => CLIQUE => Escritos Lisérgicos...

    ResponderExcluir
  5. Eu super curto!
    Adoro conhecer pessoas de lugares diferentes e saber o que elas gostam, o que pensam, fazer amizade. Claro que com todo cuidado, pois assim como existem pessoas legais na internet, existe muita gente doida. Comecei meu blog há uns 2 meses (eu acho) e espero fazer muitas amizades através dele.

    Mari

    http://cxdamari.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Sabrina, gostei muito do seu post. Sei que muitas pessoas habilidosas podem nos enganar virtualmente, mas isso também não acontece no mundo real? Sabe, quando comento que gosto de alguém ou de alguma coisa estou sendo sincera, então acredito que também é possível receber isso reciprocamente. E sem dúvida, ampliamos nossos horizontes através dos relacionamentos virtuais, basta ficar atenta. Um abraço!

    ResponderExcluir
  7. Acho interessante, Sa... e o mundo virtual já não é tão diferente do real, pelo contrário, cada dia que passa eles ficam mais parecidos... cabe a cada um saber selecionar as amizades, os contatos e até os amores. Enfim, usando com moderação, não há mal algum, só bem. beijos e tenha uma linda tarde.

    ResponderExcluir
  8. Conheci meu namorado na rede social Baddo, e estamos juntos a mais de um ano, isso é muito relativo, mas temos que tomar bastante cuidado. Porque nem tudo é um mar de rosas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que legal! Verdade mesmo, temos sempre que tomar cuidado com essas coisas.

      Excluir
  9. Oi Sabrina, sei bem como são esses relacionamentos virtuais. Tudo começou quando criei meu blog mesmo. Aí fui conhecendo pessoas do país todos. Algumas eu afirmo que são minhas amigs de verdade. Acredito que isso possa ocorrer sem um contato físico. Até porque, quando uma conversa com alguém na internet começa, não existem pré-julgamentos por parte de ninguém. É claro que precisamos sempre tomar cuidado com quem compartilhamos nossas coisas, mas experiências assim são boas na maioria das vezes.

    Beijo. Boa semana.

    ResponderExcluir
  10. Conheci meu atual namorado assim. Seguia um blogueiro no twitter, que criou uma comunidade no facebook. Umas certas poucas pessoas comentavam muito nos tópicos, que acabaram virando uma grande "mesa" de conversas. Meu namorado estava lá. A comunidade perdeu a graça, mas já estava formado um grupo de amigos. Isso foi em 2010. Continuamos mantendo contato no twitter por um tempo até um dos meninos formar um grupo fechado no facebook, onde continuamos jogando concersa fora até hoje. Já conheci 5 pessoas do grupo pessoalmente, é praticamente um de cada estado lol e ano passado comecei a conversar mais com um deles, que agora é meu namorado. Mantemos relacionamento agora SP-Brasília e nos vemos todos os meses, mas os primeiros 5 meses foi completamente virtual. É preciso ter muito cuidado com amizades virtuais, já conheci N pessoas de reputação BEM duvidosa, mas nada que um pouco de discernimento não resolva. Fora isso, uma das minhas melhores amigas é apenas uma amiga virtual com quem eu falo há 5 anos e tenho um amigo que mora na frança, que eu adcionei quando o facebook não tinha nenhum brasileiro quase e eu não sabia como usar, ele era uma das indicações lol GOSTEI DO SEU POST! O engraçado é que as pessoas tendem a achar que quem tem muitos amigos virtuais pouco usufruem da vida social real, e isso não é verdade...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, tô pasma, interessantíssimo seu relato! Adorei saber da sua história, mesmo. Muito legal!!!! Boa sorte com o namoro e seja sempre muito bem vinda ao blogue :) volte sempre que quiser, será com certeza, uma honra *-*

      Excluir

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>