Bicho do mato

01:13


Vintage-favim.com-569989_large

Bicho-do-mato. Era do que me chamara ao longo da vida, pois era o que eu aparentava ser. Um bicho do mato, uma tímida , serena e pacata criatura. Pequena,  silenciosa, e inofensiva. Insegura. Assustava-me o fato da convivência. Os outros me assustavam. Ainda assustam, mas menos do que aparentavam. Vivia em uma batalha interior, batalha essa que ainda não acabou. Vivo em constante batalha. Sem guerras e sem armas.

Simpatia era obrigação. Sorrir, acenar para aqueles que queriam massacrar, enganar, persuadir.  O que restava? Abnegar da minha vontade de ser transparente e mostrar um pouquinho de cordialidade para a sociedade? Odeio essa realidade, confesso, nunca fui boa nisso de verdade.Sabe, eu acho mesmo que nunca tive vocação pra hipócrita. 

Prefiro estar por baixo do que enganar a mim mesma. Enganar os outros. Aliás, todas as vezes que eu tento enganar alguém sendo o que não sou, corto-me em pedaços no meu interior. Fico no vazio da irrealidade, quando ao longe, ouço o murmuro de uma voz ‘’ - A quem você acha que está enganando idiota?’’. Desatinava gradualmente em frustração.  Os tombos e mancadas eram mais constantes do nunca. Eu ainda não sabia ao certo, mas entendi que vem de berço essa história. Eu e a hipocrisia, realmente, não nascemos para ficar juntas e nem amigas.

Minha mediocridade me faz achar que tudo é inspiração. Minha timidez me faz achar que sou repulsiva e me atira pra trás. Se parecer medíocre é isso, quero ser a mais medíocre do universo. Se parecer tímida me impede de faltar menos com a verdade, que seja assim então. Pelo menos para o meu coração ficar tranquilo e eu dormir em paz.(Dormir? Sinceramente, não faço isso de verdade. Paz? Tem sido minha maior ilusão.)

 Acho que a paz não está a fim de ficar comigo durante essa vida. Acho que a paz é um tanto assim, meio retraída, bastante requisitada e pouco praticada. Um  bicho do mato não tem paz. Um bicho do mato não altera , não soma, não subtrai e nem multiplica. Um  bicho do mato é apenas um  bicho do mato . Um coração amarrado. Usurpando da angústia nunca efêmera. Na margem da sociedade.

Talvez eu ainda seja este  bicho do mato de anos atrás. Aquilo não agrada e nem se alinha na simpatia que tanto atrai. Sei de uma verdade: minha credibilidade nasceu na obscuridade. Não me conheço por completo e revelo aos poucos a verdadeira essência que carrego sem cadeados, sem chaves, num pseudônimo sem alardes. Não me entenda mal.

Mas se receber o meu afeto, guarde. Minha autenticidade está na demonstração do afeto. Talvez você se encante, talvez nunca me ache. Talvez me procure , na realidade. Não se assuste com qualquer divergência. Bicho do mato sou preferindo ser ausente de qualquer manipulação. E esta é a consequência de procurar a estabilidade na verdade do que sou.

O nada.





You Might Also Like

2 Comente!

  1. Hey achei ótimo o seu blog ^^ Você está de parabéns, ótimas matérias e postagens. Já estou seguindo e estarei sempre por aqui!

    Abraços,
    Revolução Nerd

    ResponderExcluir
  2. Eu acho a timidez algo um tanto sofredor, há em menores e maiores graus e em alguns casos, pode se tornar algo patológico e que faz as pessoas perderem grandes oportunidades na vida por culpa dela.
    Contudo, a respeito da hipocrisia e de não conseguir não ser você mesma, eu considero um ponto bastante positivo. Isto significa que possui auto-estima e não precisa se esforçar para mostrar aos outros o que não é, o que não sente. Claro que isto tem um preço. Tudo tem um preço, inclusive a hipocrisia. Imagino quantos hipócritas não se perdem dentro de si mesmos, acabando por sequer saberem mais quem são de verdade...

    => CLIQUE => ESCRITOS LISÉRGICOS...

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>