A metade da maçã

01:22



Desde que nos entendemos por gente, somos acostumados a encontrar o amor perfeito, alguém que vai nos acompanhar pelo resto de nossas vidas e que seja perfeitamente compatível com o nosso biotipo, como acontecem nos contos de fadas, onde o amor nasce repentinamente e dura até a eternidade. Sempre ouvi as pessoas dizerem ‘’finalmente encontrei a outra metade da laranja’’ e nunca entendi porque bulhufas as laranjas tem a ver com isso. Fui testar. Cheguei na cozinha e peguei uma faca. Concentrada, lentamente, descasquei a laranja. Cortei ao meio e fiquei atenta a observar os dois polos da fruta. As duas metades pareciam igualmente apetitosas, igualmente ácidas, igualmente amarelas e igualmente molhadas. Iguais. Então entendi que a metade da laranja é exatamente igual a outra metade. Degustei a fruta ao final.

A partir daí as coisas começaram a fazer sentido, como as coisas que acontecem na vida da gente: você conhece aquele rapaz de maneira inesperada. Logo depois, ele parece ser a pessoa perfeita pra você: simpático, bonito e trabalhador.  Adora as mesmas séries de TV que você, quer ter um futuro digno e viajar o mundo ao seu lado. Aceita todos os seus gostos e as suas vontades. Até larga o futebol com os amigos pra ficar perto de você. Você vive como se tudo fosse um conto de fadas até se enjoar de tudo isso. Sim, você fica enjoada. E de repente, aquele que é o perfeito acaba se tornando o chato. Você não aguenta mais ter que decidir qual filme escolher sempre. Não aguenta mais estar sempre certa e começa a querer ficar sozinha, com amigas, sei lá. Longe de qualquer coisa perfeita demais, linda demais, colorida demais.

As pessoas mudam, querendo ou não. E ele vira alguém insuportável que não ouve mais o que você tem a dizer. Não tem mais tempo de assistir filme com você, pois prefere ir academia ou conversar com os amigos da faculdade. Ele não lembra mais do dia em que vocês começaram a namorar e te liga só nos finais de semana. Você pensa nele 24 hrs por dia e não entende por que as coisas tem que ser tão difíceis. E o príncipe chato perfeito acaba igual a todos os homens. Igual. E você, continua insatisfeita.

Talvez o nosso maior erro seja a ânsia encontrar alguém que nos complete. Vivemos como metades por aí a procura da outra parte da laranja. Queremos perfeição quando não é isso realmente o que queremos. Somos eternamente indecisos, mas mal sabemos que realmente precisamos de alguém para somar. Nos mostrar novas perspectivas da vida e das pessoas. Mudar ou reafirmar o que somos e o que pensamos. Mostrar que somos errados ou nunca estivemos mais certos.  A verdade é que a gente gosta de uma boa emoção, sabe?  Uma briga de vez em quando, só pra depois, cada um cair em si e ver que aquilo é bobagem. É sentir saudade e ligar de madrugada quando o outro tem que acordar cedo só pra dizer ‘’te acordei agora você não vai mais conseguir dormir’’.

Emoção é o que dá o calor a vida, ao coração – e sobretudo – ao amor. Pare de ficar aí se desesperando procurando a outra parte da laranja. Comece a procurar a metade da maçã, da melancia, do limão e da jabuticaba. Parece mesmo uma salada de frutas e eu acho que relacionamentos funcionam melhor como salada de frutas do que metade das mesmas. Até porque, embora seja somente uma salada de frutas, ela é feita de somas, assim como os relacionamentos devem ser. Uma soma de ambos. E é sempre uma nova descoberta: a descoberta de novos cheiros, cores e amores. Mas cada um, com seu gosto próprio, cada um, com um gosto único. Diferente de todos os demais. 

You Might Also Like

17 Comente!

  1. Concordo com você, Sabrina. É um pensamento muito retrógrado esperar um outro alguém para me sentir completa.
    Se todos pensassem refletissem bem nesta questão, não ocorreriam tantos divórcios, tanta gente frustrada; porque não colocaríamos sobre o outro uma responsabilidade que é pessoal e intransferível: ser feliz.

    ResponderExcluir
  2. adorei o que disse, e achei a imagem tao fofa e engracada ao mesmo tempo... Obrigada por comentar em meu blog,seguindo, segue de volta??? Bjbj

    pedacosdelembrancas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Cara, é muito melhor encontrar metades da maça do que da laranja, quando a pessoa é muito igual a você, vocês acabam discutindo demais, fica chato. Gostei do texto.
    @awnste
    http://www.senhoritaliberdade.com/

    ResponderExcluir
  4. Cara, é muito melhor encontrar metades da maça do que da laranja, quando a pessoa é muito igual a você, vocês acabam discutindo demais, fica chato. Gostei do texto.
    @awnste
    http://www.senhoritaliberdade.com/

    ResponderExcluir
  5. Post bonito, bem escrito e muito inteligente. Concordo contigo em tuudo querida, e acho muuito chata essa história de procurar uma pessoa extremamente igual a nós. O legal e compartilhar diferenças, tanto nas amizades quanto no amor.

    Beeijos
    www.blogmymemories.com

    ResponderExcluir
  6. Que texto lindo adorei! Ah e concordo com você. E parabéns por escrever tão bem!

    http://semfrontteiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Sá
    Olha, vc tá atacando de conselheira amorosa também kkkkkk. Dá para o gasto para começar, quando vc tiver a minha idade e a sua idade de casamento, vai ver que a coisa é mais complexa, mas vc tá no caminho certo!
    Bjos. da tia Lú. Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  8. Oi Sabrina!
    Wow! Gostei desse texto, acho que vou até mostrar para a minha amiga que vive a procura da outra metade da laranja, quando deveria procurar pela metade da maçã... Já estou cansando de vê-la quebrando a cara com relacionamentos tão laranja-laranja...
    bjs
    Platina JP

    ResponderExcluir
  9. concordo plenamente.. nada a ver procurar uma cópia! o bom é descobrir as diferenças, ver o que a pessoas pode te agregar, te ensinar!

    adorei

    beijos

    ateos25.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Luciana Souza é Tia Lu, estou namorando a quase 4 anos, alguma coisa sobre o amor eu tenho que saber né ehehe obg pela visita <3

    ResponderExcluir
  11. Eduardo Que bom que gostou, mostra sim!

    ResponderExcluir
  12. Nunca pensei em fazer isso com a laranja hehehehe. O que a gente não aceita é que a outra pessoa muda, mas nós mudamos também. Da mesma forma que eu fico insatisfeita a outra pessoa também deve ficar comigo, mas não aceitamos isso. E temos que parar com isso de achar "a pessoa certa" e sim ser "a pessoa certa".

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oiii linda, seu blog é uma gracinha! Gostei das letras dos titulos bem legais! Qual é?
    O texto ficou bem legal, e a imagem é bem legal, por que é relamente o que acontece, tudo mundo tem a ilusao de q vai achar a metade da sua laranjas algum dia, mas na verdade o que vamos achar é alguém totalmente nosso oposto mas que nos damos bem! Muito boa reflexão!
    Beijos Nicole

    ResponderExcluir
  14. Um relacionamento se torna chato por exatamente as pessoas buscarem alguém igual idênticas a elas como se isso fosse de fato alma gêmeas.. e não é assim.. esta errado por isso terminam por enjoam.. duas pessoas não precisam ser iguais para serem felizes pelo contrário elas se completarão ao longo do relacionamento.. descobrindo assim sempre algo novo que uma pode fazer para agradar a outra... é assim...

    ResponderExcluir
  15. Parabéns pelo texto, Sá, você está cada dia melhor! O amor se torna difícil por isso, o que faz um relacionamento ser interessante são as diferenças. abracinhos e tudo de bom!

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>