Parecia ser só mais um dia de chuva

18:12

Boa tarde seguidores. Domingo , pra mim é sempre um tédio. Hoje para piorar está chuvendo demais lá fora. Então parei para observar a chuva e isso me deu inspiração para escrever mais uma das Histórias de Sophia. Queria me desculpar pelo tamanho , é que eu não consigo por limites fixos aos meus textos . Escrevo livremente e só depois vou ver o resultado, tamanho e etc. Bom, sem mas delongas , confiram abaixo e espero que gostem.

'' Trrrrrriiimm ''. 08:00 hrs , marca o despertador (que toca pela terceira vez ) . E Sophia acorda atrasada para a faculdade. Era dia de prova. - Que droga! _ diz ela com o mesmo mal humor de todas as manhãs. Um pouco sonolenta , ela olha pela janela do seu mini apartamento. Sophia não acreditava . Estava caindo uma chuva muito forte. Ela odiava chuva . E agora? Nada poderia ser pior : acordar atrasada e ainda pegar uma tempestade daquelas, em plena segunda feira . Sophia então corre para o banho, toma um gole de café, pega seu carro e sai. Estava tensa e muito mal humorada, nem ligou o rádio do carro nesse dia. Olha o relógio. 8:30 já. Falta somente 15 minutos para começar a segunda aula do dia, talvez ela conseguisse chegar a tempo de fazer a prova. E ela começa a acelerar o carro , quando acontece o inesperado. O carro para de repente. Acaba a gasolina bem no meio da estrada . Estrada essa que não tinha nada em volta - ao não ser plantas, grama e verde .. Para o azar de Sophia, ela ainda estava no interior onde morava , num ponto que era longe da sua casa e faltava muitos km ainda para chegar na cidade. Então ela sai do carro para ver se dava sorte e avistava alguém ou algum posto de gasolina. Pensa: Esse é o pior dia da minha vida!  . Então ela decide procurar ajuda assim mesmo, na chuva. Pega sua bolsa, seus documentos , tranca o carro e vai . Sem rumo e sem destino. Sozinha naquela chuva... Estava frio, cinza e Sophia chorava.Isso não é justo! Não comigo! - dizia consigo mesma, soluçando. Sophia andava e andava e a única coisa que via era grama, lama e chuva. Olhava para o céu, e ainda estava cinza.  Caminhando distraída, desesperada ela avistou um jardim. Sem pensar , ousou e entrou, por curiosidade - não tinha nada a perder mesmo. Como eu nunca pude notar esse lugar aqui ? Será que passo tão distraída de carro que não percebi? _ pensa Sophia, encantada .O lugar era realmente bonito, mais o cinza da chuva ofusca sua beleza. Não viu nenhuma borboleta e os pássaros se escondiam em seus ninhos a fim de se proteger.Observou como a chuva lavava as plantas, e cada gota que caia , formava uma pequena poça no chão. Depois de alguns minutos contemplando aquele lugar, Sophia não estava mais irritada. Parou de chorar e relaxou. Olhou para o céu.Fechou os olhos e ficou por minutos sentindo aquelas gotas caírem em seu rosto, lavando.Bem , na essência, não só lavavam o rosto, mais a mente , o coração. Parece que aquela chuva estava realmente lavando a sua alma e levando todos os pensamentos ruins embora. Ela então decide deitar. A essa altura , ela nem se preocupava mais com a prova, nem com o carro e nem com nada. Só queria sentir aquela sensação, que era única. Depois a chuva começou a cessar, cessar. Sophia levanta e olha para o céu e pensa _ O que está acontecendo? E de repente se abre um arco-íris e em seguida, o sol. Então o jardim volta a ficar iluminado, seco e cheio de cores. As borboletas puseram-se a voar e os pássaros , a cantar. Sophia tinha esperado que aquele seria um dos seus piores dias - mas se enganou e voltou para a estrada a fim de buscar ajuda com um belo sorriso no rosto...pois viveu uma das melhores experiências de sua vida.


Depois da chuvasempre vem o arco-iris . Não há tempestade que dure para sempre.


You Might Also Like

15 Comente!

  1. Que lindo ! adorei ... Sempre brilha o sol novamente , não importa o que aconteça sempre tem algum raio de sol escondido e na hora certa ele aparece (:

    http://rascunhosperdiidos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Sabrina,

    Gostei do dia, mesmo com a chuva. Entendo que sempre nos momentos mais difíceis, existe uma razão e para Sophia foi o encontro com si mesma.

    Beijos.
    Lu

    ResponderExcluir
  3. Lindo o seu texto e o blog. Seguindo :)

    http://thebookofmydreams.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi querida! Agora arrumei os códigos e adicionei mais um, um novo, que vc pode usar em apenas uma imagem o efeito de opacidade, dê uma conferida que antes, acho, que os códigos não apareceram completos!
    http://patty-missgirl-patty.blogspot.com/2012/01/imagem-opaca-que-ao-passar-o-mouse-fica.html

    ResponderExcluir
  5. Às vezes, o cotidiano nos absorve de tal forma que não percebemos a beleza do mundo à nossa volta. Obstáculos tempestuosos servem justamente para nos fazer parar por um instante e refletir. Adorei o seu texto!!! Você tem o dom de escrever e sensibilizar o leitor!
    www.labirinto-literario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Antes de tudo, não se preocupe com o tamanho do texto, viu? A melhor parte de escrever é esquecer dos limites...e não importa se o texto é longo, quando é bem escrito como o seu! :)

    Eu até gosto de chuva. Mas a sensação de quando o sol volta...é mesmo maravilhosa!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Adorei o texto, o modo como conduz as descrições não são exageradamente detalhadas e, consequentemente cansativas dando espaço para a imaginação do leitor.
    Estes escritos podem ser comparados com a vida. Ou com a vida que queremos acreditar que sempre seja assim, embora algumas tempestades nunca cessem para alguns.
    Parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  8. Muito ótimo!
    Parabéns sabrina, você tem o dom de escrever. Esse é um daqueles textos que nos prende, que nos da prazer em ler. Adorei (:

    saahandradee.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Não há tempestade que dure pra sempre.
    essa frase ta sendo minha base agora!
    obrigada pela visita!
    beijokas
    post novo no blog
    http://wwwparedescolloridas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Awwn flor,brigada pela visita,serio mesmo,amei aqui e já estou seguindo também^^
    Ah e amei o texto,vocÊ é muito talentosa*o*
    Beijooos Gabriela
    @gabrielacz_
    http://haus-of-teen.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Lindo, Sa... "Depois da tempestade, vem sempre a bonança!"


    obrigado pela visita!!!

    bjosss

    Lu

    http://www.blush-lu.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Mais uma obra-prima de uma menina inteligente e criativa. Adoro seu blog Sabrina.

    Abraços do Cabeça de Formiga

    ResponderExcluir
  13. Tempestades (figuradamente) sempre acontecem em nossas vidas e, muitas vezes servem pra dar um empurrão no marasmo. Tempestade mesmo, real, com trovoadas...eu ADORO!
    Parabéns pelo belo texto e sucesso em teu blog!
    Obrigada pela visita ao meu e, estou seguindo também!

    ResponderExcluir
  14. Realmente não há tempestade que dure para sempre. E o que acontece de mau só serve para valorizar o que temos ou o que virá de bom. Um beijo *

    ResponderExcluir
  15. Lindo o texto! Amei, escreves muito bem

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>