Como um flashback

17:16

Olá habitantes da teia ! Como foi o feriado de vocês? Espero que muito bem . Tenho alguns avisos e novidades para contar pra vocês - abri novas tags no blog: Abrindo Aspas , (se inscreva aqui) , Tecnologia , Lugares ( irá falar sobre os meus passeios, viagens e etc) e a última que é '' Eu Recomendo'' , que vai estar focando nas resenhas de livros e filmes significativos para mim. Além disso tem a inscrição para o Spiderpet da semana, saiba mais aqui. Ufa! Quanta coisa né? Bem,  vou falar sobre o post agora. Já fazia um tempo que eu não escrevia nas Histórias de Sophia , hoje , o tempo nublado daqui da minha cidade me trouxe a inspiração que eu precisava. Espero que gostem ! Boa páscoa a todos, comam muito chocolate , mas não esqueçam do verdadeiro significado da data! Então, vamos ao post? Enjoy!


Será que o que passou, fica mesmo no passado e nunca mais volta ?


 Sophia não esperava mas nenhuma surpresa dessa vida. Triste pensamento, certeza frustada. Mal sabia ela do que viria pela frente.

Sexta-feira, 18:00hrs da tarde, Sophia volta de sua rotina de trabalho, um pouco exausta e ouvindo seu bom e velho ipod, cheio de músicas significativas que a faz pensar em diversas coisas: Um final de semana na praia, uma decepção amorosa, momentos de vitória, momentos difíceis...momentos. Ela viajava ali, ninguém sabia , que por traz daqueles fones de ouvidos, existia um mundo, o mundo de Sophia.

Estranhos. Obviamente era o que Sophia via na rua , todos os dias, quando voltava do seu trabalho. Pessoas normais, cidadãos normais, crianças voltando da escola, senhoras voltado do mercado, comerciantes fechando suas lojas. Normal, essa era a rotina dela e nada mais poderia surpreende-la naquela sexta feira, em sua pacata cidadezinha .

Andando rápido, sem perceber, ela percebeu um vulto passando ao seu lado. Certamente você deve pensar que era só mais um estranho . Não! Não era um estranho qualquer , não mesmo. O coração dela parecia que iria saltar para fora do peito. Seus olhos se umedeceram e ela olhou para traz na tentativa frustada de ter a certeza do que viu. Esse ser estranho que cruza o seu caminho , faz Sophia ter uma retrospectiva de todas as emoções que com ele estavam guardadas , como um baú de coisas antigas que por anos estavam trancafiadas em seu coração.

Era o seu primeiro amor, Jonas . Ele fazia parte do passado, um passado bom, mais um passado esquecido. Eles faziam tantas coisas juntos, se amavam, ainda que em silêncio. Quando estavam juntos não existia mais nada, nem ninguém que estragasse aquele momento. Nas brigas, um dos dois sempre voltava atrás. Era a verdadeira ''amizade colorida'' naquela doce juventude repleta de seus delicados momentos.

Mas como quase tudo na vida: com o tempo, a essência acabara , e eles se afastaram pelas armações do destino e anos a fio não se viram. Cada um seguiu seu caminho.Era como se um tivesse morrido para o outro. Não existiu brigas,magoas, nem um relacionamento amoroso concreto em si, nunca se beijaram. O tempo fez questão de resolver seus destinos , colocando um longe do outro. Eles só tomaram rumos diferentes na vida. Mas tanto um quanto outro sabia que o amor existiu naquele tempo. 

Sophia não sabe se Jonas a percebeu naquela sexta feira. E nem sabe se ele continua a mesma pessoa que ele era. Mas daquele dia em diante ela pensa como o destino pode colocar ele em seu caminho novamente . Ela se viu com aquele Jonas que conhecera no passado. O melhor amigo, o amor de sua vida , que ela pensou que nunca mais iria ver. 

Como um fantasma do passado, ele veio carregado de sentimentos e emoções que encheram a vida e o mundo de Sophia de interrogações.Para ele, talvez ela tenha sido só mais uma desconhecida, numa rua estreita . Entre as coisas que ela perdeu na vida, a presença dele, era o que ela sentia mais falta. E aquele dia, foi como um flashback, carregado de doces lembranças de  momentos jamais esquecidos [...] 

'' Agora está tão longe,ver a linha do horizonte me distrai.Dos nossos planos é que tenho mais saudade, quando olhávamos juntos, na mesma direção. Aonde está você agora além de aqui dentro de mim ? Agimos certo sem querer, foi só o tempo que errou, vai ser difícil sem você, porque você está comigo,o tempo todo, e quando vejo o mar, existe algo que diz que a vida continua, e se entregar é uma bobagem...Já que você não está aqui o que posso fazer é cuidar de mim...quero ser feliz ao menos,lembra que o plano era ficarmos bem...''
Vento no litoral - Legião Urbana


 E você, o que achou do conto? Dê a sua opinião, acredite,  ela é muito importante!

You Might Also Like

23 Comente!

  1. Nossa, Sabrina! Já aconteceu isso comigo, sabia? Um flashback!Eu fico pensando: Será que com o meu primeiro amor daria certo até hoje? Será? Será? Essas dúvidas me consumiram por muito tempo, mas já consegui superar cada uma delas. Agora, esse amor, é uma lembrança gostosa, apenas isso. Dou uma risada ali, viajo acolá, mas sempre é uma lembrança boa. Espero que também seja pra Sophie. (:
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Lindo, muito bom! Você deveria criar um conto, tipo o Doce Inalcançável, você tem talento pra isso :D

    ResponderExcluir
  3. Ola Sabrina,
    Muitas vezes o destino nos coloca frente a frente com as nossas escolhas do passado. Creio que é uma forma da vida nos forçar a uma reflexão sobre se estamos ou não no caminho certo. Se passou um filme na cabeça dela "como um flashback" assim que o viu, será que mesmo que ela não saiba ainda existe um amor trancafiado a sete chaves em seu coração e que ficou adormecido com o passar dos anos?

    Abraços Flávio.
    --> Blog Telinha Crítica <--

    ResponderExcluir
  4. Reencontrar alguém que não se via há muito tempo é como lançar um olhar pela janela do passado. Gostei muito do capítulo!!!
    Feliz Páscoa!!!

    ResponderExcluir
  5. Oi Sa,

    Excelente conto! Esse flash é normal e diria que até justificado como necessário, pois é necessário verificar se o coração não ficou receoso de enxergar a realidade que ele não queira.

    Beijos.

    Lu

    ResponderExcluir
  6. Nossa, imagino o que a Sophia deve ter passado, re-encontrar um amor do passado, aquelas emoção devem vir como uma flecha né? Fico me perguntando se o Jonas não a notou.

    Sabrina, sobre a parceria com editoras, eu faço da seguinte maneira, vou até o site da editora, e vou até a pagina de contato. Na mensagem, escrevo sobre o que se trata meu blog e peço a parceria. Entre todos que mandei, a Modo, a Mor e Gistori, foram bem educados e prestativos em fechar parceria, os outros também foram legais, mas muitos estavam com parcerias fechadas e outros exigiam um grande numero de seguidores que ainda não tenho, mas não desisto sabe, afinal quero muito que o meu blog cresça. Espero que tenha ajudado.

    Bjs e feliz pascoa!

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  7. Nossa!
    Gostei muuuito!
    Isso já aconteceu comigo...
    Gostei muito de seu texto!

    Meus Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Muito lindo esse conto!
    adoro a sua forma de escrever contos rsrs
    E a letra dessa música no final, ventos no litoral, amo essa música do Renato.

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpa minha IMENSA falta de humildade, mais esse conto na minha opinião, foi o melhor que eu escrevi até agora! Eu amei meu próprio conto ! rs

      Excluir
    2. Ah, obrigado a todos pelos elogios rs

      Excluir
  9. Olá!Boa noite!
    Tudo bem?
    Gostei! Muito bem escrito!
    O destino nos força a uma reflexão sobre nosso caminho escolhido. Penso que ela tinha um amor guardado em seu coração e que ficou adormecido com o passar dos anos, mas que se reanimou em forma de "flashback", e vai continuar...
    Obrigado pela visita!
    Boa semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Fazia um bom tempo que você não escrevia sobre a Sophia, até ia lhe perguntar se havia desistido. ahah.
    Realmente, foi um dos melhores contos envolvendo a personagem, você poderia fazer uma junção e publicar. É uma ideia.
    Sobre o tema, há coisas que pensamos ter ficado no passado, porém, em verdade, o passado faz parte de nós. É muito simples falar que passado já morreu, que o tempo cura tudo, mas na prática sabemos que não é assim.
    Muito legais as novas ideias que criou para o seu blogue, inovar é preciso e você o faz muito bem.
    Gostaria de avisar que não lhe deixei no vácuo no Facebook, conexão ruim mesmo, pra variar.

    ResponderExcluir
  11. Oi sa *--*
    quanto tempo ...

    As vezes os destino nós prega peças , as vezes são peças extraordinariamente boas e as vezes vem uma caixinha de decepção,Sophia é uma grande garota forte e de certa forma linda.É assim que a vejo, é assim que eu sempre digo pra Manu seja forte !Adorei o conto de verdade .
    beijos
    http://rascunhosperdiidos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Nossa perfeito seu conto, o melhor que li até agora *o*
    vivo com esse negocio de flash back de encontrar meu grande amor um dia quem sabe.
    http://sweetdreamssah.blogspot.com.br/
    Segui? :)

    ResponderExcluir
  13. Que lindo Sabrina, queria muito ter um flashback desses, só pra rever aquele antigo amor inocente, sem maldade, puro como a agua mais pura do mundo!!
    Gostei das novidades, eu tô tentando colocar algumas em meu Blog, mas com o meu PC com probleminhas tá dificil... Bjs

    http://www.artesdosanjos.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Gostei das novidades no blog *_*
    Sobre o conto, me encantei desde o começo, só em ver o nome 'Sophia' e só pela primeira cena dela ouvindo músicas significativas e você escrevendo sobre o mundo dela, me identifiquei e já gostei ><
    Claro que amei o conto, vai ter continuação? Jonas teria visto Sophia e eles irão se reencontrar? *O* Bah, fiquei curiosa. rs

    Ah, te indiquei uma tag no blog, responde se quiser, claro ><
    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
  15. Linda,tem uma tag lá no blog pra vc (: Beijao http://sociedadedegarota.blogspot.com.br/2012/04/tag.html

    ResponderExcluir
  16. Oi, Sabrina, confesso que suspirei junto com o final da sua história. Quantas vezes encontrei com o meu "Jonas" e tive as sensações do passado voltando à tona, quantas vezes fiquei em dúvida se provocava as mesmas sensações nele. Hoje eu sei que sim. Só falta o tempo dar uma forcinha para essa história ter um final feliz. Adorei, um abraço!

    ResponderExcluir
  17. Sabrina do céu, quero saber a continuação dessa história (vai ter continuação, não é? Me diz que vai ter!!!), fiquei curiosa pra saber o que vai acontecer com a Sophia e o Jonas...
    Gostei muito do conto, parabéns!!!
    Muito obrigada por passar no DSM, que Deus lhe abençoe!!!

    Mil Sweetkisses ♥
    www.docesonhodemenina.com.br

    ResponderExcluir
  18. Ain, eu estava com saudades das histórias de Sofia. O primeiro post que vi aqui foi dessa Tag *__*

    Muito gostosa sua história, é sempre bom lembrar de coisas boas, ne...

    E aqui... seu blog tá ficando cada vez mais chique hein, neguinha? Me amarrei nas novidades, e vou me inscrever pra vc publicar algum texto meu, viu?

    Desculpa a demora em vir comentar, é que estou em semana de provas na facul, pura correria, daqui a pouco vc chega lá e vai entender o que estou falando, haha... Se bem que eu sei que sua vida de normalista não é nada mole!!!

    Bjus, gata. Até a próxima.

    ResponderExcluir
  19. Olá Sabrina,

    estou passando pra avisar que te marquei em uma tag. Acho que você vai gostar!

    Passa lá pra conferir:

    http://errosxacertos.blogspot.com.br/

    beijos

    ResponderExcluir
  20. " [...]Quando estavam juntos não existia mais nada, nem ninguém que estragasse aquele momento. "
    É exatamente o que eu penso , e o que acontece quando estou com meu amado .
    Você escreve muito bem minha flor , aguardarei ansiosa pela continuação , eu viajo lendo estas estórias , e me coloco como uma personagem .
    Sobre as mudanças , eu apoio ! Sempre que eu tiver um tempinho vago , estarei aqui te acompanhando .
    Grande beijo

    http://angeliicacosta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi Sabrina
    Eu já te falei um monte de vezes que vc escreve muito bem né? Que conto lindo, acho que já tinha visto a história da Sofia, é uma continuação? Espero que sim, que venham outras....
    Bjão.

    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>