Olá, novo ''eu''.

21:22

Olá gente linda do meu coração ! Tudo bem com vocês? Espero que sim. Bom, não fiquem com medo do meu texto, sim, ele é grande , mas eu fiz com todo o carinho. Comentem se realmente tiverem lido, creio que não vão se arrepender do que vão ler e refletir. São palavras sinceras de um coração.

Então, vamos a postagem?


Hoje acordei e olhei o espelho. Vi alguém , e esse alguém , me chamou a atenção. Era uma garota. Então, fiquei ali, por alguns instantes, trocando olhares com ela   a garota do espelho.Então ela começou a praticar ações quase mecânicas: pentear os cabelos, escovar os dentes,  se maquiar. Fiquei admirando algumas coisas que gosto no rosto dela e me queixando, em silêncio,  por alguns defeitos e imperfeições. Depois de ficar ali, minutos, olhando para ela, parei . Me aproximei mais um pouco do espelho. Percebi as mudanças que ocorreram na sua feição, suas espinhas, seu cabelo, seus, olhos. Ela tinha mais espinhas de que quando era criança e menos espinhas de quando estava entrando na adolescência. Nada que um creme anti-espinhas e uma sabonete esfoliante não resolva -  prático.  

Olhei bem fundo nos olhos dessa menina do espelho. Entendi várias coisas que fazem parte do universo dela. Hoje ela vê que ser BV ou não, não é coisa de outro mundo. Que a irmã dela mais nova já é adolescente e as coisas que ela faz , ela mesma já não gosta mais de fazer, mas fazia quando estava na mesma fase que adolescente prepotente que vive questionando ela. Que os pais irão desapontá-la  não apenas com gritos e palmadas, mas com suas atitudes e ordens. E ela igualmente, irá desapontá-los, sem cessar, mas não por ter quebrado um copo, ou ter falado uma palavra feia. Mas pelas suas escolhas e modos de pensar.

É inevitável, mas essa menina do espelho , era eu. Foi aí que percebi que estou numa fase, que eu pensei que nunca ia chegar, ou que fosse demorar para acontecer. Foi como num piscar de olhos, e estou aqui, deste jeito, pensando desta maneira. Ainda me olhando, percebi que não sou mais criança, tenho vontades, responsabilidades, sei distinguir o certo e o errado. Também não sou adulta: não trabalho, sou estudante, não sei o que é ter contas para pagar e nem ao menos sei o que é ter que aturar filhos, chefe e as responsabilidades obrigatórias.

Continuei ali, pensando nas minhas dúvidas. Percebi que a maneira com que vejo o mundo, as pessoas e as situações também mudaram. Coisas típicas dessa fase. É engraçado ver e comparar as coisas . Antes eu achava que tudo era lindo. Achava que o amor era perfeito. Que entrar na faculdade e arrumar um emprego eram as coisas mais fáceis e práticas do mundo. Que ser independente não é questão de querer ou ser simplesmente, é questão de poder . Pois é - quem me dera que o que tivesse realmente mudado fosse só as espinhasDescobri os verdadeiros ''problemas'' . E não há nenhum creme ou sabonete que resolva eles por mim .

O que eu pensava que não consegui enxergar esse mundo? Aí quase que de imediato , me veio a resposta. Cada fase de nossa vida, é como se fosse um capítulo de uma novela. Não tem graça de ficar olhando o roteiro com antecedência. Como na vida, cada fase, é uma fase, é única. Talvez era isso que eu, e a menina que me encarava no espelho, queríamos saber. 

Na minha mente , todos os dias, fico me perguntando : O que eu sou? O que ainda não sei sobre a vida? O que eu ainda vou perder? O que eu ainda vou descobrir, ganhar ? Por que esse alguém no espelho me importa tanto por alguns momentos e por outros, nem tanto ? E novamente, olhando no espelho, lembrei que ele refletia tudo que eu fui. E agora mais do que nunca , ele reflete quem eu sou, neste momento e neste contexto de minha vida. Foi aí que, ao me afastar dele,  percebi tudo. 

  Olá, fase ''pós-adolescência-pré-vida-adulta''. Olá, novo ''eu''.

You Might Also Like

24 Comente!

  1. Thayná Tellesmaio 22, 2012

    Muito bom esse texto, Sabrina ! Nos faz refletir sobre momentos de nossa vida ... pensar sobre coisas que deixamos de fazer, repensar sobre o nosso ''EU'' e sobre tudo aquilo que existe dentro de nós. Beijos :)

    ResponderExcluir
  2. Olá Sabrina s2'

    Muto bom o seu texto!
    Me fez pensar sobre o que estou deixando de fazer, e sobre a vida que não estou vivendo!
    Sou um rapaz de 19 anos que vive em seu quarto cheio de medos da vida, com medo de ser analisado criticado e simplesmente olhado!

    Quem sou eu? uma pergunta difícil, sempre pensei que a vida seria fácil, hoje olho no espelho e vejo o quanto a batalha é difícil!

    mas ainda sim podemos brincar e relembrar nossos antigos momentos e pensar no que deixamos de fazer e tentar um futuro melhor!

    Obrigado!

    ResponderExcluir
  3. Ual que demais!
    Sabe muitas vezes eu me coloco a frente do espelho e fico pensando o mesmo que você " O que eu sou?" E mesmo refletindo muita essa pergunta não é respondida. Quer dizer, eu erro tanto, falho tanto e ainda assim há pessoas que me amam. Eu amo meus amigos e minha família de maneira incondicional, mas ainda assim não justifico os meus erros com esse amor.

    O que eu sou?
    Bom eu não sei...Sou falho, nem certo nem errado, sou um ser humano, quero realizar meus sonhos, sou capaz de desistir ou suspender por um momento os meus sonhos para ajudar as outras pessoas a realizarem os sonhos delas, mas será que isso define, o que eu sou?
    Eu sou da tese que o que define um individuo não é aparência ou status e sim o caráter perante seus atos.
    Mas o pior é que não me vejo nessa tese....Enfim > TRISTE< :-( Mas eu sigo a vida né. :)

    Hey eu li seu texto tá >.< E ele está PERFEITO!!!!!
    Parabéns!!!!!!!
    Meu blog> http://www.libertandoogenio.com.br/ < Espero que goste :)

    Grato Desde Já :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, adorei os elogios, me sinto muito honrada por sua presença ;D Volte sempre. Abraços.

      Excluir
  4. Oi Sabrina!
    Bem profundo seu texto, acho que ele reflete bem o que todos passamos um dia. É normal essa transição e essa descoberta de que não podemos controlar o que está por vir, apenas viver o momento. Desejo tudo de bom pra você em sua nova fase.

    Bjuss

    ResponderExcluir
  5. Oi Sabrina
    Primeiramente o que é bv? Depois, mais uma vez arrasou no texto, faz muito tempo que passei pela sua idade, mas lembro vagamente (kkkkk), acho que foi isso que senti, mas não se preocupe o pior ainda está por vir (kkkkkkkk), amiga eu né?! A vida adulta é bem pior, aproveite bem essa fase enquanto não precisa trabalhar nem pagar as contas, acho que sua mãe já te falou isso, aposto que sim.
    Bjão da tia Lú.
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OMG , Tia Lú, esta sigla faz parte da minha pré-adolescência. BV significa '' boca virgem'', ou seja, quem nunca beijou ninguém. E acredite, isso faz as pessoas entrarem em crise...até parece que é uma coisa ''muito importante '' né rs #FatosdeAdolescentes

      Excluir
  6. Ola Sabrina,
    Parceira, o nome disso tudo é maturidade!
    Quando vamos ganhando maturidade, vamos percebendo que já passamos por diversas fases na vida e que outras tantas virão! Aos poucos vamos trocando a ingenuidade por responsabilidade e não que isso seja ruim, pois também podemos tomar nossas próprias decisões sendo elas certas ou não, e isso também tem nome: liberdade. E a liberdade é a melhor coisa que alguém pode ter!

    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Crítica <--

    ResponderExcluir
  7. Oi, Sabrina, li sim todo o seu texto. Com alguns anos a mais que você e muitas experiências nas costas posso dizer que acho lindo esses momentos em que "a ficha cai" e de repente parece que tudo mudo de cor e de forma. São aqueles momentos que parecem uma casa em mudança que você passa dias arrumando e de repente, quando se dá conta, tudo já está no novo lugar. Você passará muitas vezes ainda por momentos assim, e eles marcarão a sua evolução como ser humano. Que venha a nova fase e que lhe traga alegrias, força e conquistas. E lembre-se: sem perder a ternura nunca. Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Biazinha, seus comentários aqui me ajudam muito, pode acreditar!

      Excluir
  8. É estranho quando não reconhecemos o nosso próprio reflexo, não é? Ou melhor, quando o reconhecemos, mas não conseguimos de imediato perceber todas as mudanças.
    Mas é assim que amadurecemos, sabe? Às vezes assusta, dá medo pensar que teremos tantas responsabilidades e coisas para fazer. E que creme nenhum vai resolver isso por nós.

    Gostei muito do seu cantinho, viu? E muito obrigada por sua presença em meu blog, se fez notável. ^^
    Ficarei por aqui também.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  9. Você entrou na minha cabeça e escreveu esse texto?! Só pode! rs Sério, esse ano, esses meses, ando pensando e refletindo tanto sobre o que eu pensava o que iria acontecer comigo quando fizesse 18 anos, ou quando 2012 chegasse e o que realmente está acontecendo, estou avaliando meus sonhos, meus desejos, meus reais desejos, e é como você descreveu no texto, como olhar-me no espelho e ver aquilo que fui, que sou e o que quero ser.
    Que entrar na faculdade e arrumar um emprego eram as coisas mais fáceis e práticas do mundo. Que ser independente não é questão de querer ou ser simplesmente, é questão de poder - Exatamente o que eu pensava, quem dera fosse assim :X

    O Flávio comentou que isso é maturidade, well, eu espero que seja isso mesmo, e não só mais uma fases minhas confusas e cheias de dias tristes e estranhos :X rs

    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
  10. sempre tem aquele momento em que você percebe que está mudando.
    é o que chamam de "amadurecer"

    ResponderExcluir
  11. Nossa, amei o seu texto. Quando passamos por alguma situação achamos ela o pior problema do mundo e então no futuro quando olhamos para trás aquilo parecia uma coisa insignificante... Já sigo o seu blog faz um tempo e amo o jeito que você escreve então é claro que aceito afiliação! Já coloquei você nos afiliados e obrigada pelos elogios (=
    Bj
    rascunho-errado.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. As coisas acontecem assim, como um "Click". Do nada a ficha cai e começamos a ver o mundo de uma forma diferente. Para uns demoram mais que para os outros. Infelizmente para uns nunca acontecem.

    Beijo

    ResponderExcluir
  13. Oi Sa,

    Tudo bem? O texto demonstra um momento muito especial na sua vida.Diria que é de decisões e indagações. Já estou com 40 anos, o dobro da sua idade e as vezes passo por essas inquietações. Penso que é o que nos move.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Ameii o texto ...
    Na vida as coisas acontecem como magica mais cabe a nós enfrentarmos !
    Beiijos !

    ResponderExcluir
  15. Oi Sabrina,

    Essas inquietações, esses questionamentos, as vezes chegam a fazer doer a alma. Mas acho que seja comum. Muitas dessas sus indagações não me são indiferentes, ao contrário, me identifico muito. Espero que possa lidar bem, não só com essa, mas com qualquer fase de sua vida.

    Beijo!
    http://www.ideias-defenestradas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Nossa Sabrina,a cada dia que passa seu blog fica mais perfeito do que já é,e seus textos ficam mais lindos!!Super ameii,beijoss.
    http://tobelegant.blogspot.com.br/2012/05/dica-de-loja-alarga-tudo.html

    ResponderExcluir
  17. Nessa fase, infelizmente é comum ter esses pensamentos. Um dia vemos algo assim, amanhã já achamos aquilo. É uma fase transitiva. Mas passa, logo logo, você descobre quem é :]

    Beeijos!
    Pós Florescer.

    ResponderExcluir
  18. ISSO É UM POUCO COMPLICADO, MAS QUANDO VC OLHAR PRA TRÁS, QUANDO ESTIVER MAIS ADULTA, VAI ENTENDER.
    DEPOIS PASSA LÁ:
    http://thebigdogtales.blogspot.com.br/2012/05/convocacao-do-lobisomem-parte-04.html

    ResponderExcluir
  19. Essa sensação de perceber que mudamos...eu, na verdade, acredito que seja uma coisa boa. É ótimo quando você olha para trás e percebe que seus olhos foram se abrindo com o tempo, e também o seu coração, a sua mente...

    Por mais que hoje os problemas possam ser muito maiores, pense que, naquela época, o que te preocupava hoje são coisas que você superou e se tornaram "bobagens". Da mesma forma, algo que hoje pode parecer um grande desafio para você, em alguns anos será apenas algo que você superou...não estou querendo ser dramática nem nada, muito pelo contrário...

    É ótimo perceber o quanto a vida nos faz mais fortes a cada dia! :)

    ResponderExcluir
  20. "Cada fase de nossa vida, é como se fosse um capítulo de uma novela. Não tem graça de ficar olhando o roteiro com antecedência. Como na vida, cada fase, é uma fase, é única."

    Disse tudo!

    A vida é feita de "capítulos", e creio que o "capítulo" mais conturbado, é a pós adolescência - pré vida adulta. É como você citou. Que é ai que conhecemos os verdadeiros problemas. E pena que não existe um sabonete ou uma poção mágica para resolvê-los.
    Nos resta apenas viver e aprender, nessa escola chamada vida!


    adorei o post, beijos!

    ResponderExcluir
  21. Bv que eu saiba, o "b" tem outro significado, só é camuflado para os mais velhos não saberem. Aliás, postei isto no Facebook e a Joicy quase caiu para trás. ahaha.
    Li todo o texto e nem achei tão extenso. Ou talvez, por ele ser interessante, não sentimos sua extensão.
    Acredito que cada pessoa tem seu modo de lidar com algumas crises existenciais, penso que seu texto seja metafórico para falar sobre este assunto (ou será que realmente você falou consigo diante de um espelho?) e faz parte da maturidade perceber que o que pensávamos ser problema não eram e o que acreditávamos ser pequenas ou grandes dádivas é que são os verdadeiros problemas.

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>