Os olhos da esperança sem cor

13:42


"Nunca pensei muito em como eu iria morrer, mas morrer no lugar de alguém que eu amo parece uma boa maneira de partir"

Bella Swan 



Talvez seria menos dolorido se fosse comigo, e a cada dia , tenho mais convicção disso. Olho em seus olhos vagos e inexpressivos, mas ainda, preocupados comigo. Ah, esses olhos que tanto admiro. Odeio ter que pensar que se encontram num moinho de riscos. És tolo! Exímio. Não quero que se preocupes com a mediocridade de minha essência humana. Não quero que se preocupes comigo. Dignos de preocupação são os mesmo olhos que sempre me olharam, até antes de eu nascer. Não quero a solidão dos olhos que me olhavam através de outro ser. Foi longo o caminho, mas foi fácil perceber: sempre os quero comigo.

Não quero os ver a perigo. Estranho aceitar que depois disso tudo, me sinto em risco de perder os olhos cor de hortelã que sempre me deram alívio. Não pode ser! Como esquecer os olhos que sempre estiveram comigo? Esses olhos que antes eram cheio de ternura, carinho e hoje sinto que na mesma sintonia eles se encontram preocupados e apreendidos. Desgostosos de contemplar as belezas da vida e perdidos na decadência dos fatos, na fatalidade bandida.

Esses olhos cor-de-esperança, se encontram em perdidos. Mas o amor sempre se fez presente em seu olhar, nunca duvido. Não suporto ver o seu martírio, comeces a enxergar, caminhe junto comigo, não vá! Mereces toda felicidade, porque da mesma, não pode experimentar. E nem quero pensar em vê-los em perigo! Jamais quero que me deixe os olhos que me deram abrigo.

E se um dia não estiveres mais comigo? Prefiro eu mesmo, ter partido. As noites chuvosas trazem a angústia da minha passividade. Quero que isso acabe e que tu voltes a irradiar companheirismo. Toma meus olhos, meu ar. Mas não vá. Jogo meu egocentrismo fora pra você ficar. Toma, pode levar. Nada sou em meio a beleza do seu olhar. Pude experimentar o doce gosto da felicidade em quanto vivi. Fui feliz, amei. Sorri. Não está bom? Agora é a sua vez, não quero que tenha partido sem viver o que tenho vivido. Me sinto em declínio, quero que vivas , que sintas, que sorria , sem pudores, sem perigo. Fique com o que te é merecido. Não vá sem que tenha experimentado da beleza da vida que me mostrara em seu olhar antigo.

Irradie esperança. Num pomar a semear, um pé de hortelã, aqui e lá. Não se vá doces olhos com brilho de esmeraldas, por favor, é hora de parar.  Fiques contigo. 

You Might Also Like

10 Comente!

  1. Caraca, Sah! Eu volto e de cara me surpreendo mais com seus textos. Linda expressão, belas características. Sempre me atraio por textos super adjetivados como esse, que detalham todos os sentimentos, visões e percepções do autor/personagem. Adorei!
    Como poderia não voltar? Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Confesso que não compreendi totalmente o texto, mas está muito bem elaborado e bonito, principalmente porque sou apaixonada por olhos e os acho muito inspiradores.

    Voltei com meu blog (quase) novo:
    http://inconstanteando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Que lindo Sabrina !
    Lindo mesmo,conseguiu me emocionar...a frase de inicio foi fatal,ela sempre meche comigo quando leio,posso sentir cada palavra que você escreveu.

    Beijo

    psicodoce.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. É tão triste quando a gente percebe que uma pessoa querida está perdendo o brilho no olhar. Acho que retratou com certa beleza essa dolorosa perda, que infelizmente, torna-se cada vez mais comum diante das dificuldades do mundo em que vivemos.
    Apesar de tudo, bonito texto.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Um olhar vale mais do que mil palavras, lindo texto, Sa... beijos e feliz 2013.

    ResponderExcluir
  6. Uau que texto lindo, amei.
    http://esmaltesdedivas.blogspot.com.br/2013/01/thermas-olimpicas-resort-zarpo.html
    Kisses

    ResponderExcluir
  7. Oi Sabrina!
    Wow, gostei do jeito que começou o post, com o prólogo de Crepúsculo. Só essa frase já era o suficiente para fazer uma reflexão, mas aí veio o seu texto e OMG... Ficou perfeito :D

    Já vi olhos de lua, de ressaca e até de milagre, mas é a primeira vez que eu leio algo que mencione olhos de hortelã. Gostei muito da metafora, deu um ar todo lírico ao texto!

    bjs, Eduardo http://platinajp.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, Sabrina. Olhos que falam são mesmo desesperadores quando perdem o brilho e a alegria. Lindo texto, inspiradíssimo. Um abraço!

    ResponderExcluir
  9. Nosssa,eu estou sem palavras pra descrever o seu texto,é lindo e você escreve super bem,já pensou em escrever um livro de cronicas ou algo assim?
    Estou seguindo o seu blog *-*
    beijo ;* @ItsLooh

    dicionariodegarota.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito da mensagem desse texto. Esse 'Fiques contigo' uau! até me inspirou a escrever um também rs.

    http://www.avidaemletras.com

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>