Obrigado pelo seu silêncio

06:16



Ei você, você mesmo que está aí do outro lado. Hoje esse texto não falará sobre mim, não falara sobre o que sinto, mas sobre o que penso. Melhor, sobre o que eu penso sobre você. É, você mesmo. Não olhe para os lados, é com você mesmo que eu estou falando. Afinal: o que te fez chegar aqui? Eu não sei . Você pode ser adolescente, criança, adulto, jovem ou idoso – isso é um enigma. Olha, você é alguém que eu quero conhecer mais a fundo, sabia? Mas se você é tímido, não tem problema, fique assim como está. Sinto que somos bem íntimos, mesmo você nunca tendo falado comigo, ou falado bem pouco. Ou talvez, falado sempre.  Mas você está aqui. Logo aqui. Agora.

 Só uma curiosidade: você vem sempre aqui? Isso não importa agora, mas você está hoje aqui, então chega mais. Vou te contar uma coisa: sabe, a verdade é que quando eu escrevo me imagino numa sala branca e numa escrivaninha, já que não tenho. Então, imagino coisas nos textos e em tudo e começo a criar. Sabe, a maioria dos textos que escrevo são nas madrugadas acordada, deitada de mal jeito na minha velha cama, com o coração dando nós e com receios, incertezas e vontades. E você, só assiste. Lê tudo ou só pela metade. Lê o título e acha que já sabe. Mas eu sempre estou pensando em você, em como você me vê. A minha escrita funciona como aquela escolha árdua do vestido de formatura: não quero parecer igual, não quero ser clichê, não quero que dê errado. Eu quero arrasar e quero que você veja e sinta isso.

O que você procura por aqui? O que eu tenho? Me diga. Você é alguém que me intriga. Ainda penso que cada texto meu é uma teoria. Ela pode ser ignorada ou pode ser comprovada, mas é sempre palpite, risco que eu me arrisco. E está lançado o desafio. Eu escrevo e você lê. É uma verdade. E aquela verdade é uma verdade como todas as outras, mas você leu e pensou sobre isso e a partir daí, que você muda todo o contexto. E eu e você numa mesma sintonia, e isso só é possível através de minhas palavras escritas. Cara, isso não é incrível? Escrita é vida. Toca aí, irmão, irmã, camarada, gente boa, ou como dizem os cariocas ''sangue bom''.

Desde já, meu muito obrigado. Pelas vezes que você parou para ler o que eu escrevo. Nesse momento, imagino eu que você poderia estar fazendo qualquer outra coisa. Jogando com os amigos, escrevendo, lendo um livro, se arrumando para uma grande festa, planejando coisas, sonhando, namorando, indo à praia ou vendo TV. Mas você estava aqui, o tempo todo e ninguém sabia. Você estava lendo, em silêncio, minhas palavras escritas. No seu quarto, no seu trabalho, na sua escola ou no seu celular.  Não importa o lugar. Você sempre estava lá no seu lugar mais também estava aqui, comigo. Você é a pessoa mais incrível do mundo – pelo menos pra mim – e quero que saiba disso.

Não sei seu endereço, nem seu nome, nem a sua idade. Não sei se você me conhece, se já meu viu de longe ou perto. Não sei se é a primeira vez que você pisa aqui. Não sei se vem todos os dias. Não sei se está aqui por acaso ou por mera falta de opção. Mas você está aqui. Você leu este texto até aqui no silêncio e guardou minhas palavras em sua mente. Olha agora todas elas estão com você. Pode ficar com elas, sempre foram suas mesmo. No seu silêncio eu consigo falar sem ao menos abrir a boca. Eu consigo sair da minha monotonia e trazer algo pra alguém, ou melhor, pra você. Obrigado por existir. Obrigado, mais uma vez, obrigado pelo seu silêncio. Pois é quando você se cala que eu falo contigo, no seu íntimo, como agora. E aí, você me escuta. E isso trás sentido para a minha escrita.  Aliás, ela não teria sentido se não fosse você. 




You Might Also Like

8 Comente!

  1. Own que fofo. *--*
    Eu realmente amo este blog, mesmo sabendo que por vezes não consigo chegar aqui por conta da escola que toma a maior parte do meu tempo.
    Neste momento estou na escola,numa aula de substituição, e estou escrevendo para você saber que eu estou aqui, te apoiando. c:

    É muito boa esta relação de blogueiro e leitor, apesar da extrema distância que nos separa (o oceano), eu sinto que te conheço de perto, e isso traz uma grande familiaridade quando eu leio os seus textos, me identifico muito.

    Continua assim, linda.
    Bjoos
    Hayanne Deise Lins
    *Profissão Adolescente*
    *Il Mio Mondo Sei Tu*
    >>Facebook<<
    >>Twitter<<

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, linda é você <3 Leitores como você fazem a nossa jornada valer a pena e ter sentido. Obrigado!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Pode deixar, ainda não enlouqueci (eu acho) rs

      Excluir
  3. Adorei esse texto, parabéns!
    Beijos, sucesso!
    http://pandainvertido.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  4. Nossa, eu nunca tinha visto um texto voltado para o leitor ser tão bonito assim!

    ResponderExcluir
  5. Muitas pessoas precisavam ler isso.
    Pena que, as vezes uns e outros se fazem de cegos.
    Excelente seu texto!

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>