O que as suas poucas escolhas e o seu ponto de vista dizem sobre você

06:20


Quando você nem existia, já teve que fazer uma escolha. Ser o gameta vencedor. Metade de você já queria a outra metade e quando tudo se uniu, pronto, eis uma conquista. Você. Quando você era apenas um bebê, só queria saber da mamadeira e do leite da mamãe, você chorava e pronto, conseguia o que queria. Fácil. Então na sua infância, você queria sempre ser o vencedor da partida de queimado .Começou a ficar difícil, ainda mais quando chegou aquele cara boa pinta na rua que mandava super bem nos esportes. Aí você entrou na escola. Você queria tirar a nota maior e ser o aluno mais inteligente da sala. Ou apenas queria ser a pessoa mais popular e legal dali. Metade da turma começava a te odiar, porque afinal, isso não era uma coisa muito fácil de conseguir. Agora, adulto, suas conquistas e sua relevância são baseadas na forma mais eficaz e menos difícil que você encontra para ganhar dinheiro. Mas ganhar bem. E a maioria das pessoas, que querem o mesmo, fazem de tudo para atrapalhar. Quase ninguém ajuda. Se tratando de dinheiro, sucesso, relevância...opa! O meu primeiro! Porque convenhamos, dinheiro é sinônimo de independência, realização de sonhos e diversão e isso é uma coisa que você deseja desde a adolescência. E quase todo o resto do mundo também. 

Sabe aquilo que o Bill Gates disse uma vez? ‘’ O mundo não está nem um pouco preocupado com a sua auto-estima. Ele espera que você faça alguma coisa útil por ele ANTES de sertir-se bem consigo mesmo.’’ Então, sinto muito lhe informar que isso é verdade. E seja bem vindo à vida real. 

Se sua mãe é daquelas que te levava pra escola até os 12 anos, sempre fiscalizou suas saídas e horários pelo telefone e ameaçava tirar sua mesada se você tirasse nota vermelha na prova de química, eu sei que pra você, está meio difícil se acostumar com tudo isso. Agora é hora de ter que arrumar seu próprio emprego, fazer uma escolha profissional, ser independente, estudar para passar no vestibular e concursos, se preocupar com suas relações afetivas, juntar grana pra casar...enfim. Essas coisas chatas da nossa vida. Vai ter gente querendo dar palpite sobre tudo. Vai ter gente querendo acabar com os seus sonhos. O mundo vai ficar mais feio e violento (ainda mais se você parar todos os dias para ver telejornais que falam de mortes todos os dias). E você vai chorar (ou pelo menos sentir vontade) quase toda semana. Ufa, quanta coisa hein? 

Presta atenção: tudo depende do jeito que você encara as coisas. Sabe, existem pessoas mega otimistas e pessoas mega pessimistas. Existe também a galera do meio termo. O que isso tudo quer dizer? Pros otimistas isso é uma fase ruim que vai passar logo logo. Pros pessimistas, isso é um motivo de desistir da vida e ficar no quarto chorando o dia todo porque nunca nada vai dar certo. Pra galera do meio termo, tá tudo ruim, muito ruim, mas o tempo é o senhor da razão. Pode melhorar, quem sabe. Todo mundo passa pelas mesmas coisas, ou quase isso. Mas ás vezes, a maneira como você encara as etapas da sua vida, pode transformar isso num aprendizado ou numa fase ruim que parece que nunca vai acabar. Pode ser azedo ou amargo. E entre os dois, acredite, há uma enorme e relevante diferença. Especialmente pra você e pros outros. Mais pra você do que pros outros. 

A oportunidade que passou vai te massacrar todo dia. A espera pelo amanhã também. As verdades vão aparecendo. Você vai percebendo que os amigos vão diminuindo. Você vai escolher se aproximar de uns e se afastar de outros.  Mesmo os amigos eternos e melhores amigos. A culpa não é sua e nem deles. Isso é uma coisa que acontece na vida da gente sem pretensão. Perdemos e ganhamos pessoas todos os dias, porque nunca somos os mesmos e sempre caímos no risco de mudar. Na verdade, nós sempre mudamos. E isso pode ser o motivo de passar a amar certas pessoas e passar a não curtir mais outras. Aceite isso, porque o mesmo que acontece contigo acontece com o outro. E vise-versa. Seu ponto de vista sempre muda. Se essa realidade não apareceu pra você agora espera que um dia ela vai chegar. 

Eu sei... tudo tá uma confusão. Escolhas, conquistas, pessoas, fase ruim, relevância, dinheiro e você sumindo no meio de tudo isso. Ei! Relaxa um pouco. Experimenta contemplar a lua cheia. É, a lua.  Isso é mais profundo do que parece. Ela parece linda, não é? Brilhante e alva, no meio do céu escuro. Ela tem o brilho dela, o brilho que vem do sol. Fica ali, paradinha. De vez em quando aparecem algumas nuvens chatas e escuras que ofuscam o seu brilho. Mas sempre, ao amanhecer, ela se despede linda e radiante, como sempre foi. E deixa o sol nascer, mais um dia, mais uma vez. 

Você é como essa lua. Você também tem o seu brilho, que vem talvez de um talento único, seu modo de falar, escrever, aconselhar, calcular. A vida também vai te jogar inúmeras nuvens escuras. Você vai achar que seu brilho se apagou. Mas ele sempre vai estar ali. Com você. E ao amanhecer, dê lugar ao sol, ao novo, a vida. Dê lugar ao cheiro de chuva no fim da tarde e ao brilho da manhã. Não espere as coisas. Lute por elas. Suas poucas conquistam já dizem muito sobre você. E como você pode ver, as próximas conquistas não serão muito fáceis de ser alcançadas. Porém, os nossos sonhos não são apenas para serem imaginados. Eles exigem nosso trabalho cotidiano. Cada pingo do nosso suor. Cada milésimo de segundo. Cada lágrima. A tua perseverança é a senha do cofre.Veja-se no ideal. Tudo vai sempre depender do seu ponto de vista.  Quem você escolheu ser.

You Might Also Like

4 Comente!

  1. Lindo texto!
    Você descreveu bem uma coisa que vem acontecendo comigo...isso de fazer escolhas, se afastar de algumas pessoas e se aproximar de outras, parar de se importar com o que muitos dizem para desanimar.

    Bom fim de semana, Sa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Um retrato sobre a vida, sobre o percurso que todos nós, precisamos passar.

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>