Amor, não comprei presente

04:21


Contas e mais cálculos. Olá. Se você dorme, parabéns, eu não sei o que é isso faz tempo. Sou estudante e estagiário de contabilidade. E eu não durmo (preciso enfatizar minha falta de descanso). Estudo até ás 22hrs. Pego 3 ônibus pra voltar pra casa, chego quase de madrugada pra acordar ás 5h e pegar mais três ônibus e ir para o estágio. De lá, mais uma condução para chegar à faculdade e o resto vocês já sabem. Tá bom, ou quer mais?

Não tenho noção do tempo. O relógio é o meu pior inimigo. Hoje não teve as últimas aulas na faculdade e cheguei mais cedo. Já estamos no meio do ano, graças a Deus que o semestre vai acabar depois dessas provas de... Junho!? Opa! Festa Junina, quentão, quadrilha, eita...quanta coisa boa. Falando nisso, é o mês do dia dos namorados. Né? Não posso esquecer a data. Deixa eu conferir aqui...

Não... peraí! Não creio! O dia dos namorados é...HOJE! Cacetada! A Karina vai me matar!

A parada é séria mesmo. Vou explicar, você deve estar viajando na maionese. 

Sim, Karina é a minha linda namorada. Ela é perfeita. E um pouco complicada. Nos conhecemos ela estava na oitava série. Eu estudava na escola de frente a dela, no ensino médio. Eu avistava ela todo dia na hora da saída. Foi paixão a primeira vista (não resisto a loiras de olhos verdes). Mas a Karina era mais do que isso, sabe? Ela tinha um sorriso que brilhava. As pessoas que a cercavam estavam sempre alegres e felizes com a sua presença. Sou muito observador, e como um imã, segui ela por uns quarteirões pra saber onde ela morava. No outro dia, ela me adicionou no Orkut e eu aceitei. Ela pediu meu MSN e eu dei. Ela me perguntou porque eu ficava seguindo ela. Eu disse que simplesmente estava apaixonado. Ela achou que eu era um psicopata. Dias se passaram. Conversa vai, conversa vem. Caiu na minha conversa e não resistiu ao meu charme, rapaz! Já estamos há 3 anos juntos. 

A questão é que ela dá muita importância para datas comemorativas. Aniversários, natal, páscoa, dia internacional da mulher, e claro, dia dos namorados. Até no dia da árvore ela quis sair comigo para visitar uma reserva florestal e me exigiu uma muda de cerejeira como presente pra ela plantar no quintal enorme da casa dela. Pois é! A gente sempre discute sobre isso. Ela diz que eu sou anti-romântico (essa expressão existe!?) e que nunca ligo pra nada. E pra completar, esse ano, eu simplesmente... esqueci o dia dos namorados. Eu tenho tanta coisa pra fazer que nem posso me dedicar em comprar os presentes ideais. Eu me esforço, tento ser perfeito. Mas só dá zica. Quer ver?

No nosso primeiro ano de namoro, eu estava super empolgado. No dia dos namorados peguei o dinheiro que consegui limpando o lava-jato do meu avô e fui no shopping. Eu queria comprar uma roupa legal. Comprei um suéter de lã roxo com detalhes azuis. Achei lindo, minha mãe mesmo adora usar coisas assim. Dei a ela numa bolsinha da loja mesmo (pra quê embalar se ela vai rasgar o pacote?). Ela disse que gostou. Usou o suéter uma vez (em casa). E depois disse que ele ficou apertado demais e o coitado acabou indo pra doação da igreja. Percebi que dei mancada. Meses depois descobri que ela odeia suéter e a cor roxa , mas só disse que gostou pra não me decepcionar. Era o primeiro ano,

No segundo ano, eu já estava mais esperto. Como eu sabia que ela curtia embalagens legais, comprei aquela caixa maneira de Ferrero Rocher (eu tava sem grana na época). Coloquei num pacote maneiro e dei. Como já tínhamos dois anos de namoro, ela não deixou de ser sincera. Sim, disse que odiou. Primeiro porque estava de dieta, e segundo, porque ela odeia Ferrero Rocher. Ela disse que ele não é chocolate, é apenas uma ''avelã disfarçada''. E ela odeia avelã. 

Esse ano, não queria decepcionar ela novamente. Mas será inevitável... o que posso fazer a essa altura?  Comprar flores? Ela odeia. Não faço a mínima ideia de qual presente comprar. Aliás, não sei o porquê dessa data. Sociedade mais capitalista que a nossa? Não tem! Tudo culpa do publicitário João Dória em 1949. Ele era da então Agência Standard de Propaganda e criou a data para dar um UP nas vendas daquele mês numa loja aí. E a data “pegou” . O slogan era: “nem só de beijos vive o amor”. Pois é, minha namorada acreditou piamente nisso. Agora sou eu quem sofre. 

Vou pesquisar na internet. 
Tem tanta coisa nesses blogs de variedades hoje em dia.

- 10min. 
- 30 min. 

Nada de bom. Só listinhas cheia de presentes caros. Cansei!

...

Ah! Tive uma idéia (pela primeira vez na vida). Vou escrever pelo email. Vamos lá:

Amor, não comprei presente

Depois de ler o título você deve estar querendo me matar. Sei que fiquei te devendo uma muda de macieira no último dia da árvore porque o seu sonho é ter maçãs no quintal e eu já sei disso. Sei que também esqueci de te dar aquela rosa de plástico com chocolate no meio da cacu show no dia internacional da mulher. Mas hoje, queria te desejar um feliz dia dos namorados de mãos vazias. Meu tempo é corrido , você sabe. E eu não sou o melhor em escolher presentes, e isso você também sabe. Mas olha, não é só isso não.
Como você diz que não liga pro valor do presente mas sim pro significado, eu resolvi acreditar. O meu presente é repetido. E adivinha? Sou eu mesmo. Fazendo pipoca, comprando filmes na Sky, preparando o jantar e o resto você escolhe, pois não irei a faculdade hoje (apenas hoje, não vá se acostumando). E aí, serve? Se você aceitou já sabe onde me encontrar a partir das 18hrs. 

Beijo, te amo.

Maurício

 Bom, e não é só isso. Ainda tem mais. Mas é segredo ainda. Vocês irão saber na hora certa e no momento certo. Ou não. Vocês que decidem!

se você quer saber o que o Maurício fez depois para sua namorada Karina, clica aqui e marca quero saber! e se você gostou/se identificou com a história, passa essa postagem pro seu namorado(a) ou pros seus amigos! ♥

You Might Also Like

7 Comente!

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Ah, Sa! Eu quero saber... achei a história interessante. ^^
    beijos e lindo dia.

    ResponderExcluir
  3. Gostei bastante. Estou curiosa para ver o 'outro lado da moeda'.

    ResponderExcluir
  4. Que incrível. D+ msm. rs
    É verdade mesmo ou tudo foi criado?
    Perfeito, gostei muito, de qualquer forma me diverti d+, como sempre, lendo seu blog.
    Congratulações e um feliz dia dos namorados... rs ;p"

    ResponderExcluir
  5. Achei a história interessante e quero sim, saber o que aconteceu depois!

    ResponderExcluir
  6. Olá, querida
    Vim conhecer a parceira da Antologia...
    Datas comemorativas só por mera convenção não dão bons resultados...
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  7. Oiiiii, achei seu blog por acaso e estou adorando!
    Já virou com certeza uma dos meus favoritos, parabéns pelo trabalho.

    ahhhh eu tbm tenho um blog
    http://rachelmalheiros.blogspot.com.br
    se quiser dá uma passadinha por la ficaria mto feliz

    bjos flor

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>