Anestesiada

10:59























Posso te falar uma verdade? Você não é tudo aquilo que os outros veem. Não mesmo. Só eu sei. Seu sorriso é tão falso quanto nota de três reais. Você vive de aparências. Coleciona decadências. Sua alma é doente, inflexível, infantil. E só agora percebi o quanto fui tola em apostar todas as minhas fichas em você. Você nem sabe o que quer, quem é ou quem gostaria de ser. Você é mediano. Morno. Tenho medo de quem espera ainda algo de você.

Perdoe a arrogância, mas faz um favor: não precisa nunca mais olhar na minha cara. Só te peço essa gentileza, se você ainda tem noção do que é isso. Quando me ver por aí, muda de calçada. Você pode me difamar o quanto quiser. Pode sujar meu nome, botar os meus amigos todos contra mim. Você pode tentar me humilhar, me diminuir ou me deixar mal. Fazer tudo isso que você está fazendo e mais um pouco. Mas isso só mostra o quanto você é pequeno. O quanto sua alma é suja. E o quanto você é uma farsa cotidiana que as pessoas ainda insistem em acreditar. Mas você não me engana mais. Não me engana mais não.

Eu nunca pensei que um dia teria nojo só de ouvir a sua voz. É triste, mas ao mesmo tempo reconfortante saber quem você é depois de ter te dado o maior tesouro que todos nós podemos receber de alguém: a confiança. No fundo no fundo eu já esperava tudo isso. Afinal, o que podemos esperar de pessoas orgulhosas e vingativas? A decepção apenas mostra o quanto cegos podemos ser quando nossa alma tende a acreditar que todas as pessoas tem algo de bom. O erro foi meu em acreditar em você. Agora eu sei que você é apenas mais um caso perdido.

Mas você não pode sair sem saber que a melhor decisão que você tomou na sua vida foi sair da minha. Isso fez com que eu me libertasse do mundo obscuro, pesado e sempre nublado que você vive (e finge pra todo mundo que é maravilhoso). Seu teatro merece palmas. E olha, saiba que bendita foi aquela hora que eu tranquei a porta pra você nunca mais entrar. Isso me fez enxergar o que eu tinha medo de ver. Então pude perceber que além de você, existe um mundo maravilhoso com arco-íris, pores-do-sol e tempestades passageiras. Outra coisa. Aliás, desde que você saiu da minha vida, só tenho sido feliz. Então, desde já , deixo aqui registrado o meu muito obrigado. Obrigado por cada não. Por cada lágrima. Por ter ido embora. Pra sempre. Obrigado.

Continue se comportando como aquela criança mimada que perdeu um brinquedo, vamos ver até onde você vai chegar.Você é uma mentira. Não se aproxima. Quero distância da sua sombra. Tentei acreditar um pouco na salvação da sua alma. Por anos e anos, até que fiquei cansada. Esqueça meu nome. Apague todas as memórias boas que tivemos juntos. Esqueça todos os sonhos. Eles nunca mais serão teus. Eu conheço todo o seu jogo sujo. E não quero mais entrar nas suas ciladas. Você não causa mais dor. É digno de pena. Não desperdice mais os seus ataques, suas armas são frustradas. Aceita. Se liberte dessa visão maculada. Engula seu próprio veneno. Eu já estou anestesiada.

You Might Also Like

2 Comente!

  1. Nossa. É um ótima confissão. Bom, concordo com o que consegui entender, de que as vezes somente nós conseguimos perceber isso em pessoas. E isso é triste! :/

    ACESSO PERMITIDO. <3 Mostra Cultura é dirigida por Nazza Amaral, leia.
    http://acessopermitidoblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente isso existe, Sa! Texto profundo! Parabéns! beijinhos

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>