Baseado numa história real

05:50



Quando a gente ama, tudo muda de figura. A gente passa a ver a vida de um jeito mais bonito, e passa de certa forma a pensar ''a dois''. É muito ruim e chato viver sozinho, com uma boa companhia ao lado a vida fica muito mais bela e o mundo parece ser menos caótico também. Depois de passar a vida me decepcionando, aprendi a esperar menos e exigir menos dos outros, se é que me entendem. Amores vem e vão e isso é tão normal, aceitei, depois de ser surpreendida de forma desagradável. Pra quê culpar os outros? A gente aprende que a fraqueza faz parte do nosso cotidiano, e passa a depositar menos culpa nas pessoas, mesmo aquelas que nos fazem chorar. Afinal, elas também são humanas.

O amor sabe ser lindo e também sabe ser traiçoeiro. Graças a Deus, eu experimentei os seus vários extremos e a pior luta sempre foi contra mim mesma. O coração é uma casa de muitos quartos, e como eu já disse em vários textos, sempre foi difícil pra mim dizer adeus. A felicidade sempre foi o meu objetivo, mas o que eu sinto hoje não tem nome, e nem palavras. Todos os dias eu sento no meu cantinho e tento achar as palavras certas pra descrever tudo que eu sinto. Mas é tão difícil, que eu desisto e prefiro viver mais um pouquinho pra ver se consigo.

Eu o encontrei quando não quis. Hoje, o que eu sinto é maior que todos os amores que eu já amei, de todos os textos de amor que já escrevi e de todos os sentimentos que já senti. É aquele sentimento de despojamento que eu dificilmente sentiria por alguém de novo, mas ele me faz sentir tudo isso. É como se os nossos corações já pertencessem um ao outro muito antes. É grande demais para ser descrito aqui.

Sabe quando você pensa muito em alguém, que até estranha a intensidade desses pensamentos? Sabe quando você olha a foto de alguém e ao mesmo tempo surge em seu peito uma vontade estonteante de encontrar aquela pessoa? Sabe quando você não consegue se ver sozinho realizando a maioria dos seus sonhos? Eu sei. Quando isso começou? Não sei. Só sei que não quer parar, e nem quero quero que pare, porque eu vi nele alguém pra amar por toda a vida. Alguém pra conversar, viajar o mundo e contar meus segredos mais obscuros, aqueles que eu prometi a mim mesma que ninguém jamais saberia. E ele sabe. Ele sempre soube fazer eu me sentir segura, porque além de segurança, eu vi verdade em seu olhar. É diferente de um olhar hipócrita, um olhar verdadeiro sincero é fácil de se identificar. Pessoas assim brilham. E seu brilho se propaga numa intensidade gigantesca.

Num mundo onde a maioria das pessoas ainda acham que o amor é uma grande complexidade, algumas experimentam a aventura de desvendar aos poucos os códigos de um grande amor - e uma delas sou eu. Os indícios são claros. Nunca tive muita sorte na vida, mas só de pensar que sou uma aventureira no meio de tantos corações flutuando um busca de sentido, dá vontade de viver isso da melhor forma possível. E de escrever tudo que se passa. E isso, porque eu tenho alguém. Eu tenho ele. Comigo. Ainda bem. 

Aliás, não tem como descrever a beleza de alguém e nem a beleza dessa história de amor em ocorrência. Porque tudo que eu sei sobre ele, é a beleza de suas palavras, de seus gestos, ações e olhares. Tudo é tão belo que os defeitos apenas servem para aplicar uma dose de realidade aquilo que chamamos de relacionamento, mas o amor, no mais profundo da alma - é belo e perfeito! Não tem como explicar, porque o amor...o amor simplesmente acontece. Eu vi nele aquilo que ninguém jamais veria, porque só ele, e somente ele, me completa da melhor forma possível. O que eu sinto é melhor do que todos os finais felizes que já vi na tv, em filmes, ou em histórias. Porque é de verdade - e eu posso sentir aqui e agora. No momento que eu enxerguei aquele rapaz entrando pela janela da minha vida, invadindo com propriedade e preenchendo lugares impreenchíveis, no mesmo dia em que nós nos cruzamos pelo acaso, ele também havia entendido tudo. Era pra ser e é. E pronto - acontece. 

(E continua acontecendo...)


You Might Also Like

0 Comente!

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>