Disritmia

12:31



O tempo é meu maior contraponto de equilíbrio. Se antes eu buscava por algo que nem mesmo sabia, hoje eu sei o quanto sou decidida a ponto de pular sem medo. Meu único inimigo tem sido o tempo. Andando pelas fases da vida, eu aprendi que sempre vou tropeçar em algum buraco. Sempre. E quanto mais eu tento ser e dar o meu melhor, vai ter sempre alguma coisa faltando ou algo que vai me atrapalhar nessa caminhada. Além disso, sempre estarei mudando de ideia em relação as coisas da vida.

Fui gerada pelas coincidências nas quais, fizeram nascer em mim boas lembranças, as atuais alegrias - e as melhores histórias ainda não escritas. Dia e noite eu costumo fazer uma revisão de vida: se antes o que era certo e bom hoje não faz sentido algum, hoje posso ver também que coisas boas que nunca jamais foram previstas,  fazem sentido. O tempo é uma coisa divergente, o passado diz tanto sobre o nosso presente, mas o futuro a gente tenta adivinhar o tempo todo. O que eu quero agora pode não ser o meu querer daqui um tempo e isso soa tão estranho. Eu queria controlar o tempo, ah, como eu queria. 

Aliás, tudo pra mim, na maioria das vezes, soa estranho.

Talvez seja minha maneira de ver as coisas que modifica tudo. Essa mania de querer fazer tudo do meu jeito. O choque de realidades, a exaustão diária e alguns conflitos internos. Aparento ser menos sensível do que sou, mas sou mais frágil quanto uma pétala de rosa. Busco minhas forças no silêncio diário. Tento não me misturar pra não fugir de quem eu sou. Mas às vezes não adianta. Tem dias que eu me sinto tão diferente, mas outros dias, me sinto só mais uma pessoa que acorda cedo, enfrenta um trânsito de caos, estuda o dia inteiro e só sabe falar de assuntos acadêmicos e sempre reclamar da falta de sono...o coração de alguns anos atrás não consegue lidar com os atuas fatos, circunstâncias e pessoas. É a total falta de ritmo entre minh'alma sonhadora e a razão.

É o descompasso.
Desalinho.
Disritmia.

Sou filha do acaso, parente do caos. E eu já deveria ter me acostumado com isso.



You Might Also Like

2 Comente!

  1. Seu texto ficou ótimo, Sá! Se eu pudesse controlar o tempo, faria com que o dia fosse mais longo, às vezes a gente não consegue fazer tudo o que deseja de tantas coisas que vão acontecendo ao mesmo tempo. bjs

    ResponderExcluir
  2. Belo texto, postei um que talvez você se interesse, se puder dá uma olhadinha.

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo :) Diga sua opinião e ela será lida e muito bem vinda, ela é essencial para a construção da identidade deste blog!

Sua opinião será respondida aqui mesmo e em seu blog, por isso peço que deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

Temos twitter: @sabrinabyme e @blogspiderwebs; siga para receber todas as atualizações.

Um recado

Estava esperando por você. Antes de continuar, você precisa saber de algumas coisinhas, ó: isso não é um diário, nem um blog de moda. É apenas um blog. E apesar de alguns textos desde site possuírem um caráter bem pessoal [ao enfatizar sentimentos e circunstâncias] e narrativas por inúmeras vezes cortantes e sensíveis em primeira pessoa, nem todos eles possuem caráter auto-biográfico e opiniões da própria autora.

SPIDERTV

PEQUENAS DOSES DE @SABRINABYME

'' Eu quis encontrar um jeito de nunca morrer, e a partir daí, eu comecei a escrever.''

'' Se tem uma coisa que eu aprendi sobre a dor, é que na maioria das vezes, ela também é a cura''

'' Que eu nunca perca essa vontade de escrever. Jamais. O mundo parece uma prisão, às vezes. Escrever é como abrir janelas.''


leia mais em Pensador.info>